Jornal Nacional toma atitude surpreendente contra censura sofrida por programa da Globo

Luiz Fábio Almeida

19/05/2023

Globo

William Bonner anunciou decisão de GIlmar Mendes envolvendo o Linha Direta (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo utilizou o Jornal Nacional, nesta quinta-feira (18), para comemorar a decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes de derrubar a censura imposta ao Linha Direta.

William Bonner afirmou que, inicialmente, a juíza Elizabeth Machado Louro, do Rio de Janeiro, havia decidido proibir a exibição do programa sobre a morte do menino Henry Borel, em 2021. Ela atendeu a um pedido da defesa do ex-vereador Jairinho, acusado de ter matado o menino.

O Jornal Nacional, então, explicou ao público que, na decisão de quarta-feira (17), porém, Mendes reagiu contra a magistrada.

O ministro do STF declarou que a juíza, da área criminal, “não tem competência para analisar o caso e classificou como censura impedir a exibição do programa”.

“O ministro reforçou que o STF – Supremo Tribunal Federal tem um entendimento consolidado a favor da liberdade de imprensa”, completou a nota lida por Bonner.

Globo expõe atitude envolvendo do ministro

O Jornal Nacional também destacou que, no documento, Gilmar Mendes garantiu que “a liberdade de expressão, enquanto direito fundamental, tem, sobretudo, um caráter de pretensão a que o Estado não exerça censura”.

Ele também afirmou que, quando não há discursos violentos ou manifestamente criminosos, o Estado não deve interferir em exibições e apontou que, “em um regime democrático, essa tarefa caberá, antes, ao público”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Luiz Fábio Almeida
Escrito por

Luiz Fábio Almeida

Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É editor-chefe e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]