Justiça decreta a prisão de ex-jogador Giba por não pagar pensão

Giba
Giba tem prisão decretada no Paraná (Imagem: Reprodução / Globo)

A Justiça do Paraná decretou a prisão do ex-jogador da seleção brasileira de vôlei Giba. A razão foi a mesma de três anos atrás: o fato do famoso não ter pagado a pensão alimentícia dos seus dois filhos com a ex-jogadora Cristina Pirv.

A ex-atleta mora com os dois filhos na Romênia, sua terra natal, e entrou na Justiça pelo não pagamento de cerca de R$ 300 mil em pensão. A juíza da 7ª Vara de Família do Paraná decretou a prisão do ex-jogador, segundo informação do GloboEsporte.

De acordo com o UOL Esporte, a briga judicial entre Giba e Cristina começou em 2018, em segredo, e ele teve a prisão de 60 dias decretada pelo não pagamento da pensão alimentícia. Na época, ela concedeu entrevista ao Olhar Olímpico, e disse que a dívida era de cerca de R$ 82 mil. Desde aquela época, ele reclamava do valor da pensão, estipulado em R$ 10 mil em 2017 e que, com correções, saltou para cerda de R$ 15 mil em 2020.

A ordem da Justiça foi baseada no artigo 528 do Código de Processo Civil, não chegou a ser executada, pois o famoso conseguiu uma liminar para suspender a decisão até a audiência.

Na época em que a liminar foi concedida, ele estava na Coreia do Sul, representando a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) nos Jogos Olímpicos de Inverno. Atualmente, ele está no Rio de Janeiro. Procurados pela reportagem, as partes não se manifestaram sobre a decisão judicial.

AvatarDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›