Justiça impede cidade de pagar mais de meio milhão a Wesley Safadão

Wesley Safadão
Wesley Safadão perde show em Alagoas após decisão da Justiça (Imagem: Reprodução / SBT)

A Justiça de Alagoas proibiu um show de Wesley Safadão na cidade de Viçosa, em razão de um contrato feito entre a Prefeitura e o cantor no valor de R$ 600 mil. Em primeira instância, a decisão ainda impôs regras para a contratação de shows em todo o estado.

publicidade

A apresentação de Wesley Safadão estava marcada para o próximo domingo (12), como parte das festas de São João da cidade, segundo informações do site O Antagonista.

O Ministério Público entrou com um pedido na Justiça e a juíza Juliana Batistela de Aguiar, do Tribunal de Justiça de Alagoas, definiu a contratação como “intolerável desvio de finalidade do ato público”.

publicidade

Veja Também

“É uma falácia a justificativa de que um show pelo qual se pague ao artista R$ 600 mil seja benéfico porque gera renda e empregos”, apresentou a magistrada.

“Se houver emprego por um dia ou um final de semana, e renda, porque o comércio local irá vender mais, essa monta nunca irá chegar nem perto dos R$ 600 mil despendidos ao artista”, entendeu.

Show de Wesley Safadão vira divisor de águas em Alagoas

Na decisão, a juíza não apenas impediu o show como colocou regras para a contratação de artistas em todo o estado: agora, cada show não pode custar mais de R$ 50 mil por artista – nos municípios, o limite cai para R$ 20 mil. O estado poderá gastar até R$ 500 mil, e o limite para Viçosa será de R$ 100 mil.

Polêmica do mundo sertanejo mobiliza Leonardo

Dentro da polêmica do mundo sertanejo, em especial sobre o escândalo envolvendo o valor do cachê de Gusttavo Lima ao redor do país, o cantor Leonardo desabafou sobre o assunto em entrevista ao jornalista Leo Dias, do Metrópoles:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

“Não acho que tenha uma perseguição aos sertanejos. Dentro da lei, tudo se resolve. A lei tem que ser para todos. A CPI tem que voltar em muitos setores, inclusive na dos empresários e não porque artista A ou B falou alguma coisa”.

“Gusttavo Lima não está errado. O artista vai onde o povo está. Quem contrata que tem que saber se tem verba para cultura ou não. Se eu souber que tirou verba da saúde eu não faço show. Isso tudo só está prejudicando o meio artístico. Não tem que ter briga nem de um lado nem de outro tem que apurar as irregularidades”, opinou.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
publicidade
Da RedaçãoDa Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.