Leão Lobo no “Fofocalizando” (Imagem: Divulgação / SBT)

Conhecido por seus furos sobre as celebridades, Leão Lobo deu entrevista a Luciana Gimenez e falou sobre a adoção da filha, Ana Beatriz, e do “Fofocalizando”, do SBT.

O jornalista revelou que suas fontes são mais famosas do que se imagina. “Tem gente que acha que são garçons, porteiros, mas, na verdade, fonte é tudo. Tem cameraman que é fonte, dono de emissora, diretor de TV. Muitas vezes o fotógrafo vê algo que não pode fotografar e liga contando. Minhas fontes são minhas pulguinhas e são minhas amigas. Na verdade, são pessoas em que confio”, contou.

“Se a pessoa me cobra eu não aceito porque, se entra nessa, vira um comércio. Como você vai confiar em alguém que vende algo para você?”, questionou.

No quadro “Atende ou Bloqueia”, Lobo contou algumas inimizades que conquistou ao longo de sua trajetória, relembrando o caso de Danielle Winits, quando teve que pagar R$ 10 mil à atriz depois de noticiar um possível namoro entre ela e um diretor de televisão.

Otaviano Costa foi bloqueado por Leão, que alegou não ter nada pessoal contra o marido de Flávia Alessandra. “Só acho ele chato. Conheço-o bem, mas acho chato. Quer ser engraçado e não é. Gente que tenta ser algo que não é. Soube de uma história também, mas nem vou entrar nesse mérito, da briga da Antonia Fontenelle com a Flávia [Alessandra], ele teve uma atitude super feia que eu soube”, disse.

Com 45 anos de carreira, Leão Lobo é uma das cabeças do “Fofocalizando”, do SBT. Ele revelou a maior dificuldade que encontrou ao apresentar a atração.

“Trabalhar em time. Você tem que se adaptar e acho que o mais difícil para mim foi deixar de ser o gerador de informações e me tornar o comentarista. O Léo [Dias] é quem mais traz informações, porque ele está ali para isso e a gente fica mais comentando. Me adaptar a isso foi o mais difícil”, confidenciou.

Pai de Ana Beatriz, de 26 anos, ele contou também da vontade que sempre teve de ter um filho. “Na minha cabeça, eu sempre quis, mas sempre soube que eu não poderia, por ser homossexual e essa coisa toda”, explicou ele, contando, na sequência, como foi o processo de adoção de Ana.

“Essa moça, Edna, estava trabalhando na minha casa e minha irmã me ligou um dia e falou: ‘Olha, ela vai te contar que está grávida e você não deixa ela fazer nenhuma besteira, oriente e tal’. Naquela noite, quando ela [Edna] foi me contar, ela falou: ‘Mas não vou ter’, e eu disse: ‘Vai sim, aqui na minha casa ninguém faz isso, não. Nós vamos cuidar dela’. A partir do momento que eu disse isso, a coisa amenizou, comecei a levá-la ao médico, acompanhar a gravidez e foi me dando cada vez mais força, mas nunca imaginei, até então, que seria pai. Imaginei que eu iria ajudá-la a criar. Então, quando ela [Ana Beatriz] nasceu, comecei a chorar. Na verdade, foi ela que me adotou”, finalizou.

Saiba Mais:

Ex-BBB Mahmoud aparece nu no mato e surpreende seguidores: “Que rabetão!”

Luciana Gimenez fala pela primeira vez sobre a vida de solteira

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!