Luciano Huck critica Marcelo Queiroga e teme decisões do novo ministro

Luciano Huck
Luciano Huck reage após decisão de Jair Bolsonaro em trocar o ministro da Saúde no pior momento da pandemia (Imagem: Reprodução / Globo)

Luciano Huck deixou evidente sua preocupação com a atual situação do país por causa da pandemia do coronavírus, e em especial o trabalho do Ministério da Saúde no combate ao vírus. Com a troca de ministro, o apresentador da Globo deixou claro sua insatisfação com os rumos do trabalho.

Huck refletiu e afirmou que “o negacionismo de jaleco pode ser ainda mais letal que o negacionismo fardado”, e completou: “Pelo bem de todos, esperamos uma mudança radical e enfática da narrativa [no Ministério da Saúde]”.

“Precisamos da ciência, do bom senso e de planejamento. O momento é dramático, crítico, não podemos seguir errando tanto”, desabafou o marido de Angélica.

Antes, Luciano Huck mostrou simpatia pela recusa da doutora Ludhmila Hajjar para comandar a pasta. O general Eduardo Pazuello foi informado que seria substituído pelo médico Marcelo Queiroga em meio ao clima de tensão pela sua permanência no cargo.

“Mulher de opinião, competente e reconhecida, doutora Ludhmila Hajjar se orientou pela ética médica pra dizer um sonoro não ao negacionismo”, parabenizou o contratado da Globo.

“Em saúde, é por meio da ciência que as pessoas são salvas. E por não pensar assim este governo já destruiu mais de 278 mil famílias”, destacou. Atualmente, o país ultrapassou a marca dos 11 milhões de infectados, um dos maiores números entre os principais países do mundo.

Confira:

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›