Luís Melo faz revelação ao relembrar cenas de Catarina em O Cravo e a Rosa

Luís Melo abriu o jogo ao falar sobre a reprise de O Cravo e a Rosa, em Vale a Pena Ver de Novo. Intérprete de Nicanor Batista no folhetim, o ator revelou que se divertia com as cenas em que a filha do seu personagem, Catarina (Adriana Esteves), quebrava tudo.

Publicado por Guinho Santos em 01/03/2022

Luís

Luís Melo contou como foi ver momentos em O Cravo e a Rosa (Imagem: Divulgação / Globo)

Luís Melo abriu o jogo ao falar sobre a reprise de O Cravo e a Rosa, em Vale a Pena Ver de Novo. Intérprete de Nicanor Batista no folhetim, o ator revelou que se divertia com as cenas em que a filha do seu personagem, Catarina (Adriana Esteves), quebrava tudo.

“O momento que as filhas descobrem que o pai tem uma vida dupla, a relação dele com a Joana, as cenas em que a Joana colocava dinheiro no bolso para caso ele precisasse…“, contou ele.

“Todo esse universo resultou em cenas maravilhosas, principalmente de quebra-quebra. A Catarina ficando descontrolada era muito bom”, completou. Luís ainda revelou que a chegada de Drica Moraes na trama foi só alegria nos bastidores:

“A principal lembrança do período de gravação e dos bastidores é que nós nos divertíamos muito. Muitas vezes era até difícil de gravar as cenas porque tinham momentos hilariantes de interpretação. As pessoas felizes trabalhando, fazendo sucesso. Com a entrada da personagem da Drica Moraes, entrou muita luz na história”.

O artista comentou ainda sobre a mudança na TV ao longo dos anos. “A gente percebia muito a evolução de todos durante o decorrer do trabalho. Essa dramaturgia que chegava muito ágil, a direção primorosa e o elenco maravilhoso. Onde atirava, dava certo. Foi uma novela muito feliz e, por isso, hoje o público tem tanto carinho por ela”, afirmou.

Dor de cabeça da Record, saiba quando termina O Cravo e a Rosa

A Globo gostou tanto de O Cravo e a Rosa entre o Jornal Hoje e a Sessão da Tarde que barrou qualquer possibilidade de cortes para adiantar o seu fim. A emissora carioca encerrou anos de preocupação e dores de cabeça com a chegada da edição especial da trama exibida em 2000.

A Record foi a mais prejudicada com a chegada do folhetim. Nos últimos anos, o canal beliscou ou superou com ampla vantagem a audiência da Globo no horário, graças ao trabalho de Fabíola Reipert, Reinaldo Gottino e Renato Lombardi no A Hora da Venenosa.

A exibição original de O Cravo e a Rosa rendeu 221 capítulos, escritos por Walcyr Carrasco e sua equipe. A emissora líder de audiência pensou em um número semelhante, 200 capítulos, segundo o jornalista Flávio Ricco, do R7.

A novela estreou em dezembro e de lá para cá virou amiga inseparável dos dois dígitos de média. Com a previsão no número de capítulos, a Globo projetou o fim do folhetim em setembro.

Guinho Santos
Escrito por

Guinho Santos

Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.