Luiz Megale
Luiz Megale criticou tuítes do vereador Carlos Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Band)

O “Café com Jornal” repercutiu os polêmicos tuítes do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, na manhã dessa terça-feira (10). Ao retornar ao estúdio, o jornalista Luiz Megale desferiu comentários que surpreenderam os telespectadores da Band, emissora alinhada ao Governo Federal.

O jornal informou: “O vereador do Rio Carlos Bolsonaro, filho número 2 do presidente, disse que, por vias democráticas, não haverá uma rápida transformação no Brasil“.

Já Megale, sem receio, disparou: “Ainda não, né, Carluxo. Mas a gente não sabe o que está se passando na sua cabeça“. A fala foi uma resposta a outra postagem de Carlos Bolsonaro, que disse: “Agora virei ditador?“.

Na sequência, Luiz comentou: “Mas há que se dar um desconto. O filho do presidente, o 02, tem uma dificuldade gigantesca para se expressar pela palavra escrita, então, a gente nunca sabe o que está passando pela cabeça do Carlos Bolsonaro”.

Luiz Megale, então, comparou o político a um macaco. “Se colocar um chimpanzé em frente ao computador, é capaz que saia um texto mais inteligível do que o do Carlos Bolsonaro. Mas supondo que ele queira dizer isso mesmo, é o sonho de todo governante se tornar um ditador. Você tirar da frente esse aborrecimento que a imprensa, o [Poder] Judiciário, o Congresso… o Hugo Chávez e o [Nicolás] Maduro não quiseram perder tempo com isso. Já aparelharam o Judiciário, empastelaram o Congresso e resolveram essa questão. O PT [Partido dos Trabalhadores], quando estava no poder, não tinha muita paciência pra ficar negociando com o Congresso e foi lá e comprou os votos dos deputados, pois é muito mais fácil governar assim”, provocou.

Então, esse é um velho desejo oculto de todo governante. Geralmente, esse desejo fica oculto. O Carlos Bolsonaro, sabe Deus por que, foi lá e resolveu escancarar esse pequeno ditadorzinho que mora em cada governante dessa terra dos trópicos“, disse o apresentador.

Carlos compartilhou a seguinte mensagem sobre a democracia do Brasil: “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”.

No Senado, o Parlamento brasileiro, a democracia está fortalecida, as instituições estão todas pujantes, trabalhando a favor do Brasil. Então, uma manifestação ou outra em relação a esse enfraquecimento tem da minha parte o meu desprezo“, completou o vereador do Rio de Janeiro.

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos