Marcelo Adnet expõe Bolsonaro após relato chocante na CPI e defende a Globo

Marcelo Adnet
Marcelo Adnet ataca Bolsonaro após sessão da CPI da Covid (Imagem: Reprodução – Globo / Montagem – RD1)

Marcelo Adnet reagiu chocado com o relato chocante do deputado federal Luis Miranda, do DEM, sobre o fato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ter sido avisado do esquema de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin e não ter feito nada a respeito.

“Peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, crime contra a Saúde Pública, formação de quadrilha… Mas a culpa é do Bonner, da Globolixo, da mídia comunista e dos artistas do #FicaEmCasa”, atacou o humorista no Twitter.

“Prevaricação, omissão, crime contra a Saúde Pública, improbidade administrativa… É só escolher o crime e pautar o impeachment”, alertou um seguidor nos comentários. “Faltou prevaricação… Mas como eles alegam, não foi feito nenhum desembolso… E ainda tem gado que acredita”, salientou mais um.

A web ainda ironizou com frases como “a culpa é do PT” e “mas e o Lula?”. A maioria ainda pediu o pedido de impeachment contra o Chefe do Executivo.

Na CPI da Pandemia, Luis Miranda afirmou que Ricardo Barros, líder do governo na Câmara pelo PR, foi o nome citado por Bolsonaro assim que Miranda falou sobre a compra da Covaxin. “Foi o Ricardo Barros que o presidente falou, foi o Ricardo Barros”, confirmou.

“Eu não me sinto pressionado para falar, teria dito desde o primeiro momento, mas vocês não sabem o que eu vou passar. Apontar um presidente da República que todo mundo defende como uma pessoa correta honesta”, desabafou ele.

“Que sabe que tem algo errado, sabe o nome e não faz nada por medo da pressão que ele pode tomar do outro lado”, frisou. “Que presidente é esse que tem medo de pressão de quem está fazendo algo errado? De quem desvia dinheiro público das pessoas morrendo na porr* desse Covid?”, questionou.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›