Marcelo Serrado e Stepan Nercessian como Flávio Cavalcanti e Stepan Nercessian, no filme “Chacrinha” (Imagem: Media Bridge / Globo)

O icônico Chacrinha, tipo com o qual Abelardo Barbosa fez história no rádio e na televisão, não é o único personagem ilustre da cinebiografia do “Velho Guerreiro”, dirigida por Andrucha Waddington, com estreia prevista para o próximo dia 8. O apresentador Flávio Cavalcanti também vai ocupar a cena; no longa-metragem, Marcelo Serrado responde pelo astro na ficção.

Segundo informações da jornalista Cristina Padiglione, o filme irá retratar a rivalidade de Abelardo e Flávio, ambos no ar aos domingos – durante a primeira passagem do primeiro pela Globo, no início dos anos 1970, enquanto o segundo estava na Tupi. A rivalidade desembocou no sequestro de uma mãe de santo, anunciada para o programa de Cavalcanti, no momento em que a mesma estava pronta para receber o espírito Seu Sete da Lira, manifestação de exu.

Por desavenças com José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni – motivadas por seu comportamento “anárquico” – Chacrinha passou a ser colega de Flávio Cavalcanti em 1972, assumindo os sábados da Tupi. Em 1978, migrou para a Band; os caminhos de Abelardo e Flávio voltaram a se cruzar em 1982, quando Barbosa voltou à Globo, em meio à transferência de Cavalcanti para a emissora do Morumbi.

Flávio Cavalcanti faleceu em 1986. Ele estava no ar, pelo SBT, quando solicitou os comerciais – com seu gesto característico, apontando o dedo indicador para o alto. Na volta do intervalo, era Wagner Montes quem estava à frente da atração. O apresentador, vítima de uma isquemia miocárdica aguda, morreu quatro dias após o episódio. Já Chacrinha nos deixou em 1988, por conta de um infarto do miocárdio, associado à insuficiência respiratória agravada por um câncer de pulmão.

O longa “Chacrinha”, com coprodução da Globo Filmes e de Boni, traz ainda representações de Florinda, esposa do “Velho Guerreiro”, a cargo de Esther Góes; Elke Maravilha, a mais fiel das juradas do comunicador, “revivida” por Gianne Albertoni; e Clara Nunes, que teria tido um affair com Abelardo Barbosa, na interpretação de Laila Garin. Eduardo Sterblitch e Stepan Nercessian respondem pelo protagonista.

Acompanhe muito mais na sua Rede Social preferida:

Instagram: @RD1Oficial

Twitter:   @RD1Oficial

Facebook: @RD1Oficial  


Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!