Marina Ruy Barbosa abandona atração e ouve comentário inusitado de Juliana Paes

Marina Ruy Barbosa
Marina Ruy Barbosa precisou sair antes da hora para gravar novela (Imagem: Divulgação / Globo)

Marina Ruy Barbosa chamou a atenção no “Caldeirão de Ouro”, da Globo, que foi exibido no último sábado (5). A atriz roubou a cena no programa que comandou ao lado de Luciano Huck e Juliana Paes, mas precisou abandonar as gravações antes do fim.

Na atração, que premiou as dez músicas de destaque em 2018, com apresentações dos artistas, a ruiva contou que precisava gravar cenas de “O Sétimo Guardião”. “Isso é maldade!”, protestou Marina, que mostrou às câmeras uma plaquinha da produção que dizia “Marina tem que ir”.

“Bota o gato pra fazer uma cena!”, brincou Juliana, fazendo referência ao personagem felino da novela de Aguinaldo Silva.

Nas redes sociais, os internautas se divertiram e também comentaram as ausências de Anitta e Marília Mendonça. “Está tudo entendido agora. A Marina não gosta do Wesley [Safadão], aí ela foi embora com a desculpa de gravar ‘O Sétimo Guardião’ só para não ver ele”, disse um usuário do Twitter.

“‘Marina tem que ir’. Vai logo então, porra”, disparou outro. “Duas músicas que tão aí com a participação da Anitta, sem a Anitta”, comentou mais um.

Marina Ruy Barbosa bate boca após ser acusada de apoiar Bolsonaro

Marina Ruy Barbosa não suportou a pressão de alguns seguidores e decidiu abandonar o Twitter nas últimas horas após se manifestar a favor de um bom governo para Jair Bolsonaro, empossado nesta terça-feira (1) como Presidente da República.

A história começou quando Marina desejou um bom governo para o presidente eleito. “Nós temos que desejar e torcer sempre por um país melhor, independente de quem esteja governando. Vamos aguardar os próximos capítulos”, escreveu a global. Uma seguidora comentou a publicação com “Credo” e Marina não gostou.

“Credo por desejar o melhor dentro do possível para o país que vivemos? Os valores estão muito invertidos mesmo. O certo é desejar o mal para todos e tudo?”, questionou. Ela enfatizou  opinião em outro post quando um seguidor e a chamou de Barbie. “Não é torcer pelo presidente, é torcer pelo país… E não me chame de Barbie”, pediu. Os dois tweets foram apagados.

Outra internauta acusou Ruy Barbosa de ter apoiado Jair Bolsonaro na surdina. “Essa nunca enganou ninguém. Zero surpresa”, comentou. Marina voltou a rebater: “Eu nunca disse que apoiava ele, ou outra pessoa. Apenas falei isso diante dos comentários desejando que fosse um governo desastroso. Eu espero sempre que seja o melhor possível dentro do possível, para o nosso país”, declarou.

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com

WordPress Lightbox