Matheus Ribeiro dispara contra “cura gay” em jornalístico da Record

Matheus Ribeiro
Matheus Ribeiro falou sobre homossexualidade em jornalístico da Record (Imagem: Reprodução/ Record)

O público do DF Record, jornal local da emissora em Brasília, foi surpreendido com um desabafo de Matheus Ribeiro ao vivo nesta segunda-feira (10). No noticiário, o âncora fez um desabafo depois de reportagem que denunciava a prática ilegal do “processo terapêutico” para a “cura gay”.

“Em 17 de maio de 1990, a Organização Mundial da Saúde deixou de considerar o amor entre duas pessoas do mesmo sexo uma doença”, disparou o apresentador, que é homossexual. “Trinta anos se passaram e, acreditem, elas até se casam”, acrescentou ele, que mostrou sua aliança.

Matheus Ribeiro ainda completou, em pleno telejornal da Record: “Só vale, portanto, falarmos de cura para uma coisa: o preconceito”.

Em outubro do ano passado, o âncora assumiu publicamente o seu relacionamento com o policial Yuri Piazzarollo. Na época, inclusive, ele estava prestes a comandar pela primeira vez a bancada do Jornal Nacional, da Globo.

A reportagem do DF Record mostrou que uma clínica de Brasília cobra R$ 29.999 para um tratamento de reversão sexual conhecido popularmente como “cura gay”, que é proibido no Brasil. O site da clínica Hipnoticus promete “garantia vitalícia de resultados” contra “depressão, vícios e homossexualismo”.

CONTINUE LENDO →

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com