MC Livinho se pronuncia sobre acusações de agressão contra cantor

MC Livinho
MC Livinho desabafou após ser acusado de agressões físicas e verbais por MC Gerex (Imagem: Reprodução – Instagram / Montagem -RD1)

MC Livinho se pronunciou sobre as acusações de agressões físicas e verbais contra o MC Gerex. Em seu perfil no Instagram, o funkeiro desabafou por ter seu nome envolvido na confusão.

“Eliziezer, chamei até de irmão, acreditei no sonho e nunca te deixei faltar nada. Sempre quando me procurou, eu estendi a mão. Fui empresário, fui irmão e, hoje, sou tratado como racista, mau-caráter e etc. Eu posso provar que esse aqui foi safado e talarico com a mulher do meu DJ. Lobo em pele de cordeiro”, disparou.

Visivelmente irritado, o cantor também se mostrou contra a modelo Raianelli Leon, que também teria feito denúncias contra ele. ”E para a outra menina, que disse que eu sou racista. Falsa, a sua máscara vai cair”, ameaçou o músico, que encerrou soltando uma série de xingamentos. “Me respeite, seus arrombados. Eu nunca pisei em ninguém para chegar aonde estou.”

O funkeiro se referia ao vídeo publicado pelo MC Gerex na última semana, na qual apareceu com a boca sangrando e afirmou que o autor da agressão teria sido o cantor. “Acabando de sair daqui de Indaiatuba. Não falei nada para o cara e ele me agrediu na frente de todo mundo. MC Livinho me agrediu por nada. Nunca fiz nada!”, disparou Gerex, que ainda acusou o outro músico de ser violento com a equipe.

“Tem dois anos estou aqui comendo banco. Ganho 1.500 reais e nunca fiz nada demais. Só queria gravar. Tinha um monte de música para soltar. Falou que a gente era parceiro. Me saudou com a paz de Deus. Olha o que ele fez no final. Sempre agrediu todo mundo da equipe, nunca tinha me agredido”, explicou o MC.

O famoso completou: “Me deu três socos na face. Arrebentou a minha boca por dentro. Não me mexi! Fiquei parado e sem entender. Ele me ofendeu, me humilhou… O que eu passei de humilhação com ele”.

Gerex detalhou que os socos foram dados após ele confrontar o seu ex-empresário, que teria dito que ele não era homem de verdade. “O fã conhece o artista, mas a pessoa só conhece quem convive. Fiquei dois anos trampando ali. Meu maior sonho era cantar funk. Ele como meu empresário, tudo dependia dele. Para postar uma música, para fazer o lyric video, uma produção musical, um clipe, dependia dele.”

“Eu só tinha que compor e não faltavam composições. Só que o meu trampo não estava andando. Demoram seis meses para postar uma música minha! Como que eu vou estourar? Não faz show. Tem mano que com menos visualização já faz show”, continuou.

Veja mais ›