Gugu
Gugu Liberato teve sua morte decretada na última sexta (22) (Imagem: Divulgação / Record)

Gugu Liberato, que teve sua morte confirmada na sexta-feira (22), ainda respirava quando chegou ao hospital após sofrer uma queda dentro de sua casa em Orlando (EUA), na última quarta (20).

A informação foi dada pelo neurocirurgião Guilherme Lepski, que detalhou como o quadro de saúde do apresentador da Record se deteriorou, em uma entrevista veiculada no Jornal Nacional, da Globo, neste sábado (23).

O médico disse que Gugu apresentava “alguma atividade respiratória” e, consequentemente, atividade encefálica no momento de sua admissão ao Orlando Medical Health Center. “Acontece que o quadro foi se deteriorando rapidamente, e as provas subsequentes detectaram isso”, afirmou o especialista.

Uma angiografia realizada pelo hospital norte-americano, inclusive, constatou que não havia mais fluxo de sangue para o cérebro. Por isso, em sguida, foi confirmada a morte cerebral.

Cabe lembrar que Guilherme Lepski foi chamado a Orlando pela família do apresentador e, após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico.

A propósito, o Jornal Nacional ainda exibiu imagens de uma reconstituição do acidente de Gugu Liberato. O animador entrou no forro de sua mansão para tentar trocar o filtro de ar-condicionado e acabou pisando em uma parte feita de gesso, que cedeu.

Por meio de nota oficial, a família – a mãe Maria do Céu, os irmãos Amandio Augusto e Aparecida e a companheira Rose Miriam di Matteo – avisou que os órgãos do apresentador serão doados.

“Fica a saudade, ficam as lembranças – que são muitas – e a certeza que Deus recebe agora um filho querido, e o céu ganha uma estrela que emana luz e paz”, concluiu o comunicado.

Você está ficando de fora...

Não perca nada!

Saiba tudo o que está em alta no Instagram dos Famosos.

SIGA AGORA