Monica Iozzi protesta contra decisão e manda Bolsonaro se tratar

Monica Iozzi
Monica Iozzi protestou contra medida do presidente Jair Bolsonaro (Imagem: Divulgação)

Monica Iozzi protestou contra a decisão do presidente Jair Bolsonaro, que ordenou a retirada da circulação de um filme publicitário do Banco do Brasil que apostava na diversidade para atrair o público jovem a abrir uma conta através do aplicativo.

Em seu perfil no Instagram, a atriz publicou o vídeo da campanha censurada e mandou um recado ao chefe de estado. “Este é o filme do Banco do Brasil censurado por Bolsonaro. Logo após Jair reclamar do vídeo com o presidente do BB, o diretor de Comunicação e Marketing do banco foi demitido. Jair se incomodou com o ‘excesso de diversidade’ da peça. Jair, vá lá se tratar… É sério, cara…. Você tá piorando. Sério!”, disparou ela.

A humorista ainda completou o texto com as hashtags “#CensuraNuncaMais” e “#VivaOPovoBrasileiro” e recebeu o apoio dos seus seguidores nos comentários. “Governar o país que é bom ele não governa, né?”, manifestou uma. “Ele tem sérios problemas com a diversidade de gênero! Acredito que seja algum desejo reprimido”, ironizou outro. “Censura, manda demitir, pelo amor de Deus. Quando esse governo vai se preocupar com a segurança, saúde e desemprego?”, questionou uma terceira.

A peça trazia atores negros e brancos e fazia referência a diversidade racial e sexual. A propaganda, que começou a ser veiculada no dia 1º de abril, saiu do ar há cerca de duas semanas.

A diretoria do BB confirmou a retirada do filme que era transmitido na TV e também internet, através de nota emitida pela assessoria de imprensa em nome do presidente do BB, Rubem Novaes.

https://www.instagram.com/p/Bws-sGQhPCi/?utm_source=ig_web_copy_link

MAIS LIDAS

Veja mais ›