Na Record, estudante relata assédio sexual de produtores do Big Brother Brasil

Big Brother Brasil
Estudante faz denúncia em reportagem da Record sobre assédio durante seletivas do Big Brother Brasil, da Globo (Imagem: Reprodução / Record)

A estudante de odontologia Aline Vargas falou pela primeira vez sobre sua denúncia contra dois produtores do Big Brother Brasil por assédio sexual. Para a Record, a universitária contou que dois colaboradores do canal carioca pediram fotos íntimas para que ela continuasse no processo de seleção para o programa.

“Dentro de uma longa conversa, ele me pede uma foto pelada, um nude. Tenho todas as provas possíveis, tenho prints autenticados pela Justiça. Agora, nesse momento, estou mexendo com um tubarão, o programa que o Brasil abraça e ama”, afirmou ela ao Balanço Geral SP.

“Ele transita entre a direção e a produção [do programa]. Quando tinha os processos seletivos presencialmente, ele ia em todos”, revelou Aline para a repórter Grace Abdou.

Ela relatou que foi selecionada para as etapas da seleção para o Big Brother Brasil do ano que vem, e que todo o processo teria começado em maio de 2020.

O suposto produtor teria elogiado Aline, que não desconfiou da verdadeira intenção de um deles. “Não desconfiei, pois o BBB também tem os famosos olheiros. Então, para mim, ele estava no papel de olheiro. Em meados de janeiro, que ele me chamou, disse que ia me acompanhar para entrar no BBB22”, explicou.

“Fiquei em estado de choque, mesmo. Cheguei a ficar branca, estava com o meu marido ao lado”, recordou. Ela negou o envio da imagem sem roupa e recebeu um alerta do colaborador: “Você tem poucas chances. Você é casada, não é um perfil que agrada. Porém, tudo é possível, boa sorte!”.

A Polícia Civil de Minas Gerais informou ao Notícias da TV que o caso está sendo investigado: “O inquérito policial está em andamento na Delegacia Especializada de Investigação a Violência Sexual em Belo Horizonte. Outros detalhes serão repassados em momento oportuno, considerando que as investigações estão em curso e a divulgação antes da conclusão do procedimento pode prejudicar o andamento do feito”.

A Globo comunicou que o colaborador citado na denúncia foi dispensado. “Aproveitamos para reiterar que temos um Código de Ética, que deve ser seguido por todos nossos colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação ao Código. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”, declarou.

Confira:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›