Nívea Stelmann revela situação tensa após suspeita de Covid-19

Nívea Stelmann
Nívea Stelmann revelou sofrer com crise de ansiedade em meio à suspeita de Covid-19 (Imagem: Reprodução / Instagram)

Nívea Stelmann desabafou em uma live no Instagram sobre tudo que tem passado no período da pandemia. Morando com a família em Orlando, nos Estados Unidos, ela confessou que a segunda onda da Covid-19, que a região vem apresentando atualmente, a tem abalado psicologicamente. 

A atriz relatou ter presenciado uma situação de tensão na última semana, quando se deparou com o medo de ter sido infectada. “Meu coração do nada começou a acelerar, disparar e foi me dando uma agonia… (…) Falei: ‘vou no médico, vou ver o que está acontecendo’. Aí cheguei lá e expliquei tudo para ele e ele falou: ‘Você só está ansiosa’. Eu: ‘Doutor, pelo amor de Deus, faz um eletro em mim?’. Aí, ele fez. Eu insisti, insisti, insisti, aí ele fez, contou, revelando que o resultado comprovou que ela está saudável.

A ex-global analisou ainda que a doença agora está atingindo também as pessoas com maior poder aquisitivo. “Agora o coronavírus está chegando nas classes A e B, né. Em março, essa onda de Covid pegava realmente as pessoas menos favorecidas, que moram em favela. Só que a gora está chegando geral. Então, talvez algumas pessoas estejam tomando um pouco mais de consciência, mas a maioria não”, lamentou.

Eu vejo praias lotadas, festas e tal. E, também não estou aqui para julgar não, porque eu também fiz quarentena em março… Super quarentena, não colocava o olho do lado de fora. Eu, meus filhos e meu marido”, contou a atriz, que vive com os filhos Miguel, de 16 anos, fruto do relacionamento com o ator e atual secretário de Cultura do governo, Mario Frias, e Bruna, de 6, do casamento com o empresário Marcus Rocha. 

A Graça de Chocolate com Pimenta, em reprise no Viva, ainda fez o mea-culpa confessando que depois de passar por um período de lockdown, foi relaxando. “A gente ficou muito preso e depois fomos aos pouquinhos liberando, fazendo aquela quarentena seletiva, porque ninguém aguenta ficar dentro de casa. Depois, a gente esqueceu que tinha corona e começou a viver. (…) Nesta relaxada os índices começaram a vir, vir, vir e todo mundo pegando corona. Pessoas muito próximas, muito doentes”, disse.

A gente não tem noção do que 2020 está causando no psicológico das pessoas, porque está bravo. A gente está enfrentando essa Covid aí com garras e dentes. Todo mundo já perdeu um conhecido, todo mundo já perdeu alguém que ouviu falar, alguém próximo, então as coisas estão se aproximando…”, afirmou a Nívea Stelmann.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com