Malhação
Capítulo de Malhação exibido no Dia da Consciência Negra trouxe expressão racista em fala de Lígia (Paloma Duarte) (Imagem: Reprodução / Globo)

A Globo preparou uma grade especial para o Dia da Consciência Negra, celebrado neste 20 de novembro. Mas vacilou ao deixar passar um termo de cunho racista em Malhação – Toda Forma de Amar, justamente no capítulo desta quarta-feira. Lígia (Paloma Duarte) empregou a palavra “denegrir” durante conversa com Regina (Karine Telles).

A Lara tenta denegrir a imagem desse menino… Mas o problema é que ela quer arrastar a Rita junto, como se eles tivessem fazendo tudo de comum acordo“, comentou Lígia, citando a irmã advogada, Lara (Rosane Mulholland), que a defende no processo pela guarda da pequena Nina, atacando o ex-casal Rui (Rômulo Neto) e Rita (Alanis Guillen).

De acordo com o Dicionário Aurélio, “denegrir” significa “tornar negro, escuro”. Mas também, em sentido figurado, “desacreditar, desabonar, infamar”. E justamente o emprego desta forma, como algo pejorativo, fez o termo cair em desuso – por relacionar a cor da pele negra à uma ação ruim.

A web reagiu ao emprego da palavra num dos diálogos criados por Emanuel Jacobina e equipe. “Ops! Essa palavra dita pela personagem da Paloma Duarte: ‘denegrir’. Não é de alguma forma racista? Alô, autores de ‘Malhação’” alertou uma. “Tanta militância nessa ‘Malhação’ para usarem o termo denegrir, ai…“, alfinetou outra. “Parece até que é de propósito“, criticou mais uma.

Confira:

🔔Boletim RD1 | Notícias dos Famosos