León
Ao desmascarar Eurico, León ordenará que ele seja punido (Imagem: Divulgação / Globo)

O prefeito Eurico (Dan Stulbach) não perde por esperar. Nos próximos capítulos de “O Sétimo Guardião” ele será desmascarado por León (Eduardo Moscovis). Tudo terá início quando Gabriel (Bruno Gagliasso), suspeitando que os guardiões estão sendo traídos, fará Eurico passar por um teste de fidelidade, conforme orienta o livro da irmandade.

O filho de Valentina marcará uma reunião com os protetores e ordenará que Eurico coloque a mão na água da fonte. Indignado, ele tentará fugir, mas será impedido por León, que se fará presente em forma humana. “Onde você pensa que vai”, perguntará León. “Quem é você?”, questionará o prefeito. Gabriel reconhecerá León.

“Sou eu mesmo. Vocês sempre me conheceram como gato, mas esse sou eu”, revelará León. Desesperado, o prefeito perguntará: “O que você quer comigo?”. “Bota a mão na água agora!”, dirá o gato em forma humana. O prefeito cumprirá a ordem, caminhando em direção à fonte.

Ao colocar a mão na água, dirá: “A água está fervendo! Me queimou!”. “Parece que a água só está fervendo para você”, responderá Gabriel ao mergulhar a mão na fonte em seguida. “A fonte sempre castiga o traidor. Agora, faça o que deve ser feito”, determinará León a Gabriel, referindo-se ao castigo do prefeito.

“O Sétimo Guardião”: Walid procura Nicolau para investir em Diana

Vem gente nova por aí! Nos próximos capítulos de “O Sétimo Guardião”, Gabriel Stauffer chegará para integrar o elenco, interpretando Walid. O homem será um patrocinador que deseja investir em Diana (Laryssa Ayres). Ele irá até Serro Azul junto a Atalla (Gustavo Novaes) para falar com Nicolau (Marcelo Serrado) e Rivalda (Giulia Gayoso) se encanta.

“Nossa! Que perfeição!”, comenta. Ao se dirigir para os quiosques, as pessoas percebem que Walid está mancando. Nicolau ressalta: “Perfeito ele não é. Ei, agora que me dei conta! Que assanhamento é esse, Rivalda”. O chapeiro pergunta pelo pai de Walid, que pensava ser quem queria patrocinar sua filha. “Não. Sou eu mesmo. Podemos conversar?”, dirá o empresário.

Ele falará sobre seu passado para Nicolau, sobre as dificuldades que passou após uma disputa como lutador de karatê e dirá que vem de uma família rica e deseja investir em Diana: “Eu vi a Diana lutando karatê no tatame, lá em Greenville.. E posso dizer que ela nasceu pra isso”. “Esse negócio de karatê profissional dá grana?”, questionará Nicolau.

O empresário explicará que tem um retorno financeiro razoável, no entanto, certamente maior do que qualquer atividade na cidade. “Pretendo treinar sua filha para que ela represente no karatê, a associação que eu dirijo, com o patrocínio do frigorífico da minha família. Uma ação conjunta”, explicará Walid despertando o interesse do chapeiro.

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!