Odiada por Bolsonaro, Globo tem mais audiência que Record, SBT, Band, Cultura, RedeTV! e Gazeta somadas

Globo
Para desagrado de Jair Bolsonaro, Globo atinge audiência maior que seis concorrentes somadas nesta segunda-feira (22) (Imagens: Reprodução / Facebook – Globo)

Alvo de constantes ataques do Presidente da República Jair Bolsonaro – que a trata, como exemplo, por “TV Funerária” –, a Globo segue intocável na liderança de audiência. Mais do que isso: nesta segunda-feira (22), o canal ostentou média-dia (7h às 23h59) e média 24 horas superior à soma de seis concorrentes. Os dados são referentes a Grande São Paulo.

Na média-dia, a Globo registrou 16,9 pontos. Mais do que os 15,8 obtidos pela soma de Record (6,3), SBT (4,8), Band (2,5), Cultura (1,1), RedeTV! (0,9) e Gazeta (0,2).

Na média 24 horas, 13,7 para a emissora-líder contra 12,6 das seis concorrentes – Record (4,8), SBT (4,1), Band (1,9), Cultura (0,8), RedeTV! (0,8) e Gazeta (0,2).

Globo e Jair Bolsonaro estão “em crise” desde o início da disputa pela Presidência, em 2018. A luta contra a “grande mídia” sempre foi uma das bases da campanha do então candidato; o clima de animosidade imperou em entrevista de Bolsonaro a Renata Vasconcellos e William Bonner, na bancada do Jornal Nacional. Às vésperas do primeiro turno, o hoje Presidente desfalcou o debate da emissora-líder para conceder, no mesmo horário, depoimentos para a Record.

Eleito, Bolsonaro continuou privilegiando as concorrentes, especialmente Record e SBT – com pautas claramente alinhadas com a do Palácio do Planalto, atuando quase como assessorias de imprensa. Os ânimos se acirraram com a ampla cobertura da Globo sobre a pandemia de coronavírus, que já matou mais de 50 mil pessoas no Brasil e que segue minimizada pelo Presidente; pautas sobre escândalos ligados à família do chefe máximo do Executivo também o incomodam.

A estação dos Marinho tem a seu favor a confiabilidade do jornalismo. Nesta segunda, o Jornal Nacional chegou a 31,6 pontos. Na Record, o noticiário de maior audiência foi o Cidade Alerta, com 8,4 de média; o SBT Brasil ficou com 5,2.

Também o êxito das novelas. Fina Estampa (2011) foi a atração mais assistida da TV aberta ontem, com 33,6 pontos. Na Record, o folhetim de maior relevância foi A Escrava Isaura (2004), exibida às 15h, com 8,1; no SBT, 8 para As Aventuras de Poliana.

PRÓXIMA MATÉRIA→

Duh Secco é “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.

RECEBA NOTIFICAÇÕES GRÁTIS