Relembre os participantes que viraram os maiores vilões do BBB

BBB
Vilões sempre causam e colocam “fogo no parquinho” no BBB (Imagem: Reprodução/ Globo)

Os “vilões” sempre foram peças fundamentais para um bom BBB. Eles surgem naturalmente e sempre são bons em colocar o “fogo no parquinho” que a gente tanto ama assistir.

Confira tudo sobre o BBB 2021 na cobertura do RD1

Para entrar no clima do BBB 2021, que estreia na próxima segunda-feira (25), que tal a gente lembrar os memoráveis participantes que aterrorizaram os queridinhos das edições? Tiveram os recordistas das eliminações, acusados de abuso e até uma campeã.

Confira:

Patrícia Leitte – BBB18

Patrícia Leitte causou muito no BBB (Imagem: Reprodução/ Globo)

A participante deixou o confinamento como uma grande rejeitada. Isso porque, durante sua participação, ela ficou marcada pelas manipulações de voto. Ela, por exemplo, fez uma forte campanha para seu affair, Kaysar, votar em Gleici para o paredão. Após muitos embates com a acreana, Patrícia foi eliminada com 94% dos votos.

Marcos Harter – BBB17

Marcos Harter
Marcos Harter e Emilly Araújo no BBB 17(Imagem: Reprodução / Globo)

O conhecido competidor foi expulso do reality pelas supostas agressões a Emilly Araújo, com quem ele tinha um relacionamento. No programa, ele ganhou inimigos e fora do reality acabou acusado de agressões físicas e psicológicas. Durante uma briga, o cirurgião colocou Emilly contra a parede enquanto gritava e apontava o dedo no rosto dela.

Alberto Caubói – BBB7

Alberto Caubói foi criticado por atitudes no programa (Imagem: Reprodução/ Globo)

Rival dos queridinhos do BBB7, Diego Alemão e Íris Stefanelli, Alberto Caubói se tornou o vilão da edição. Numa das provas mais polêmicas do formato, ele disputou a liderança contra Alemão. Eles ficaram mais de 21 horas juntos dentro de uma gaiola, até que Diego passou mal e deu a Caubói a liderança. Na ocasião, ele decidiu colocar um ponto final no triângulo amoroso ao colocar o rival no paredão contra Iris.

Tina – BBB2

Tina causou na segunda edição do programa (Imagem: Reprodução/ Globo)

Como esquecer do “Ai, ai, ai, ai, em cima, embaixo, puxa e vai”? Vanessa Cristina Soares Dias, mais conhecida como Tina, virou a encrenqueira da segunda temporada do reality. Entre a cena mais clássica dela foi quando ela andou pela casa, de pijama, batendo panelas e cantando para não deixar ninguém dormir. Na sua saída, Fernando Fernandes chutou suas malas e acabou levando um tombo.

Adriano de Castro – BBB1

Adriano de Castro foi o primeiro vilão do formato no Brasil (Imagem: Reprodução/ Globo)

O baiano é considerado o primeiro “vilão” do formato brasileiro do reality show. Ele fez intrigas e estratégias, mas acabou não sendo bem visto. Ele foi responsável por batizar a eliminação de “paredão” e saiu com 74% dos votos.

Paula – BBB19

BBB 2020
Paula Von Sperling causou polêmica ao longo do jogo (Imagem: Reprodução / Globo)

Mesmo campeã do BBB19, Paula foi considerada uma grande vilã da temporada. Isso porque a bacharel em direito soltou no ar falas consideradas racistas e também provocou Hariany e causou a expulsão da amiga. Por causa das declarações polêmicas, que provocaram tanto o ódio quanto o amor dos telespectadores, ela acabou levando o prêmio de R$ 1,5 milhão.

Bônus – Petrix, Lucas, Hadson e Prior – BBB20

Petrix, Lucas, Hadson e Prior causaram e muito na 20ª edição (Imagem: Reprodução/ Globo)

Se teve uma edição que teve participantes odiados foi a do ano passado. Petrix, Lucas, Hadson e Prior causaram muito na casa e, logo nas primeiras semanas, foram acusados de armar contra as mulheres comprometidas do reality, com uma espécie de “teste de fidelidade”. Além disso, o arquiteto e Lucas causaram discórdia, armaram estratégias contra as mulheres e discutiram feio com os outros competidores.

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email [email protected]
Veja mais ›