Partido busca renovação para atender desejos de Luciano Huck

Luciano Huck
Cidadania quer Luciano Huck no partido para 2022 (Imagem: Reprodução / Globo)

Luciano Huck se tornou o foco do Cidadania (antigo PPS) para disputa à Presidência da República. Cada vez mais provável a candidatura do apresentador para 2022, o partido começou um processo de mudanças para que o ambiente seja mais atrativo para o global.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, as mudanças começaram no ano passado, como a abertura para movimentos cívicos e até o fim do costume da reeleição no comando da legenda.

Em 2020, o nome mais cotado para a cadeira principal é o líder do partido na Câmara, o deputado Daniel Coelho (PE). A filiação do apresentador ainda não foi definida. A Executiva Nacional do Cidadania tem encontro marcado para o dia 4 de fevereiro.

A deputada Paula Belmonte (DF) entendeu que uma filiação de Huck neste momento seria “bacana”. Roberto Freire, na sigla desde 1991, deverá assumir a presidência de honra.

Ainda de acordo com a reportagem, o contratado da Globo confidenciou aos interlocutores que ficou satisfeito com a repercussão da sua participação no Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Até o momento, não existe uma confirmação do “lado” que Luciano estará na disputa. Um nome influente do Cidadania avaliou que ele pode ser o candidato centro-direita e centro-esquerda.

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro virou alvo de uma pesquisa feita por pessoas ligadas a Luciano que entenderam que o loiro seria uma das “vítimas” caso o ex-juiz saísse candidato.

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox