Emílio Surita
Emílio Surita foi vítima de fake news (Imagem: Reprodução / YouTube)

Um perfil famoso no Twitter por fazer brincadeiras pegou os internautas de surpresa ao anunciar a “morte” de Emílio Surita. Os fãs do apresentador do “Pânico” ficaram desesperados, mas logo descobriram que a “informação” estava equivocada.

“Morre neste domingo o radialista e apresentador Emílio Surita. É com muito pesar que anunciamos o falecimento de mais um grande nome da televisão nesse perfil”, dizia o perfil, levantando imediatamente a hashtag “RIPEmilio”.

Todavia, não demorou muito para que todos ficassem sabendo que, na verdade, a “morte” não ocorrera e que o anúncio se tratava de mais uma trollagem do perfil. O usuário, imediatamente, “se retratou” sobre a situação.

“Quem morreu foi o Emilio Santiago. Pedimos perdão pelo equívoco”, garantiu, cometendo outra zoação, uma vez que o cantor veio a óbito em 2013. Apesar de toda a repercussão, Emílio Surita optou por não se pronunciar sobre o assunto.

Emílio Surita é criticado por Marcelo de Carvalho

A polêmica briga entre RedeTV! e a trupe do “Pânico” se estendeu após Marcelo de Carvalho, vice-presidente da emissora, participar do “Programa Raul Gil” e não tirar o chapéu para Emilio Surita, comandante da atração.

Marcelo de Carvalho não tirou o chapéu para Emílio Surita, no “Programa Raul Gil”, do SBT (Imagem: Divulgação / SBT)

Surita veio dentro de um dos chapéus do quadro apresentado por Raul Gil e Carvalho não hesitou em fazer revelações. “A saída deles foi uma saída muito triste, muito pouco elegante. Uma saída barulhenta”, disse.

“O contrato não havia terminado e infelizmente foi uma coisa muito chata, muito decepcionante“, disse Marcelo relembrando o baque que sofreu quando o elenco do humorístico migrou pra Band, em 2012.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!