PK Delas ironiza prisão e detona policiais após flagra de atentado ao pudor

PK Delas
PK Delas ironiza prisão e detona policiais após flagra de atentado ao pudor (Imagem: Reprodução / Instagram)

PK Delas foi flagrado por policiais na noite de sexta-feira (23), na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, fazendo sexo em público no próprio carro. Por isso, ele foi detido por atentado ao pudor e conduzido à décima sexta delegacia da região. Depois de solto, o funkeiro debochou do que aconteceu.

Em vídeos nos stories do Instagram, PK surgiu com outras duas mulheres abraçadas a ele e se deparou com vários policiais cercando sua casa, de acordo com o próprio relato. Ele reclamou de ter que prestar depoimento e criticou a ação que acabou sofrendo, se vendo como injustiçado:

Acabei de chegar em casa e tenho que me deparar com esse exército dentro da minha casa. Mandaram o governo interditar minha vida. Daqui a pouco vão mandar Bolsonaro na minha casa, também. Que doideira acordar com isso aqui. O preço de ser favelado e morar na terra de burguês. Advogado tá pago. Quem nunca deu uma catucadinha no carro? Que mimimi da p#rra”.

Na mesma rede social, o famoso fez um pronunciamento em texto, dizendo que não se arrepende da decisão: “Fui preso por fazer sexo dentro do carro [risos]. Brincadeira… Eles tinham que ser preso por atrapalhar. O motel tava muito caro meu ‘cumpadi’. Torrei tudo no quiosque, fiquei fumadão e não deu pra ir pro ‘tetel’. Já tava na maior maluquice”.

Seguindo o desabafo extenso na rede social, PK Delas deixou claro que pretende repetir o ato polêmico em outra oportunidade e se defendeu: “Não vai ser a primeira e nem a última vez que isso vai acontecer! O povo nasceu pra ser livre e não seguir o que a sociedade obriga. Eu sou doidão, moça! Eu sou o próprio! Não existe outro! Minha mãe fez a chave e proibiu fazer cópias”.

O artista surgiu com um discurso que envolvia homofobia, gordofobia e até mesmo machismo, até chegar no fato de que ele curte o hábito de ter várias parceiras sexuais, inclusive ao mesmo tempo, acusando os outros de tentar sabotá-lo:

Cada um com seu estilo de vida, cada um com sua loucura e fé. Deixa os gay ser gay, deixa os gordos comer, deixa as mina dar, deixa eu ter meus minhas namoradas… Deixa as pessoas! É sobre liberdade, é sobre ser você e foda se a opiniões dos outros. É sobre ser autêntico. Só os loucos sabem. É tchau pra quem namora! A mídia tá em cima querendo acabar com minha carreira, só vai ficar querendo mesmo”.

Confira:

Matheus Henrique MenezesMatheus Henrique Menezes
Oficialmente redator desde 2017. Experiências como editor e social media. Já escrevi sobre famosos, TV, novelas, música, reality show, política e pauta LGBTI+. Vídeos complementares no YouTube, no canal Benzatheus.
Veja mais ›