Gregório Duvivier é o protagonista de esquete polêmica (Imagem: Divulgação)

O Porta dos Fundos não se faz de rogado quando o assunto é polemizar. De acordo com o colunista Ancelmo Góis, a turma de humor recusou uma proposta de acordo judicial com o Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, entidade ligada à religião católica.

Tudo porque uma das cláusulas exigia a remoção do site YouTube do vídeo “Ele Está no Meio de Nós”, que satiriza o princípio da onipresença divina ao mostrar Jesus Cristo – interpretado na esquete por Gregório Duvivier – como voyeur da relação íntima de um casal.

Em resposta à associação religiosa, o Porta dos Fundos alega que todos os credos são satirizados em suas produções, não apenas o catolicismo.

Vale lembrar que a mesma Dom Bosco entrou nesta semana com uma nova ação contra os humoristas, acusando-as de “achincalhar a fé católica” através de outra esquete, na qual uma fiel se recusa a comer hóstia durante a celebração de uma missa, alegando que esta conteria glúten.

Saiba Mais:

Na Rússia, torcedores cantam para Ana Maria Braga, que se emociona

“Malhação” debaterá violência doméstica após suposta agressão sofrida por Jeniffer Oliveira

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!