Rafael Cardoso volta à TV em “Salve-se Quem Puder”, às 19h

Rafael Cardoso
Rafael Cardoso está escalado para “Salve-se Quem Puder”; novela das 19h estreia em janeiro de 2020 (Imagem: Divulgação / Globo)

Rafael Cardoso é, sem sombra de dúvida, um dos atores mais requisitados dos últimos tempos. Longe do vídeo desde o último capítulo de “Espelho da Vida”, em 1º de abril deste ano, Rafael já acertou seu ingresso em um novo trabalho: “Salve-se Quem Puder”, novela de Daniel Ortiz para às 19h, com estreia agendada para janeiro de 2020.

Segundo informações dos jornalistas Flávio Ricco e Patrícia Kogut, o personagem de Rafael na substituta de “Bom Sucesso” – que ocupa a vaga de “Verão 90” no próximo dia 29 – irá disputar a mocinha, Deborah Secco, com o tipo reservado a João Baldasserini. Cabe lembrar que o papel de Deborah, uma atriz de musicais, foi inspirado em Claudia Raia.

O trio dividirá a linha de frente de “Salve-se Quem Puder” com os casais formados por Bianca Bin e Thiago Fragoso e Felipe Simas e Juliana Paiva. O elenco conta também com Flávia Alessandra, Gabriela Duarte, Grace Gianoukas, Leopoldo Pacheco, Ricardo Rathsam e Viviane Araújo.

Rafael Cardoso estreou na TV em “Beleza Pura” (2008). Segue em atividade, quase que interruptamente, deste então, passando por “Cinquentinha” (2009), “Tititi” (2010), “A Vida da Gente” (2011), “Lado a Lado” (2012), “Joia Rara” (2013), “Império” (2014), “Além do Tempo” (2015), “Sol Nascente” (2016), “O Outro Lado do Paraíso” (2017) e “Espelho da Vida”.

Globo desloca autora para às 18h e escala João Emanuel Carneiro às 21h

A Globo definiu a fila de novelas das 18h e das 21h. Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut e do portal “UOL”, a sinopse de Alessandra Poggi supervisionada por Gloria Perez, para o horário “mais nobre” da emissora, acabou adiada.

Porém, outro trabalho de Poggi, para às 18h, entrou na linha de produção. Por conta deste “deslocamento”, João Emanuel Carneiro, que finalizou “Segundo Sol” em novembro, voltará ao batente no segundo semestre de 2020, às 21h.

Por determinação de Silvio de Abreu, diretor de dramaturgia da Globo, Alessandra Poggi vai assinar seu primeiro folhetim solo na faixa que hoje abriga “Órfãos da Terra”.

A estreia está prevista para o ano que vem, após “Éramos Seis”, de Ângela Chaves – parceira de Poggi em “Os Dias Eram Assim” (2017) –, e “Nos Tempos do Imperador”, de Alessandro Marson e Thereza Falcão.

Na mesma reunião – realizada na última quarta-feira (3) –, ficou decidida a substituição de “A Dona do Pedaço”, “Amor de Mãe” (de Manuela Dias) e “Em Seu Lugar” (de Licia Manzo) pelo novo texto de João Emanuel Carneiro.

O autor estreou no horário com “A Favorita” (2008), após êxitos às 19h. Assinou também “Avenida Brasil” (2012), sucesso de público e crítica, e “A Regra do Jogo” (2015).

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.

WordPress Lightbox