Record age certo ao demitir funcionário de A Fazenda

Record
Record agiu corretamente no caso de racismo envolvendo Sabrina Paiva em A Fazenda 2019 (Imagem: Reprodução / Playplus)

A Record demitiu na manhã desta quarta-feira (6) um funcionário da área técnica que estava posicionado atrás de um espelho do cenário de A Fazenda 2019.

Naquela posição o funcionário fez um comentário ofensivo à participante Sabrina Paiva, que ouviu tudo e chegou a comentar com outros peões.

Atitude correta e imediata que merece os maiores elogios ao comando da emissora. Não se aceita mais “brincadeiras” agressivas que machucam a dignidade de uma mulher. Sabrina ficou profundamente chocada. Com razão.

Posição da Record

A Record informa que ontem, 05/11, durante o reality A Fazenda, ao vivo, um operador de câmera, posicionado atrás de um dos espelhos da sala, fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva.

Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente.

A Record repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar.

A Record e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções.

MAIS LIDAS

Veja mais ›