Record estabelece data para retomada das gravações de Amor Sem Igual

Amor Sem Igual
Day Mesquita (Angélica / Poderosa) em Amor Sem Igual; Record define data e protocolos para retomada (Imagem: Blad Meneghel / Globo)

A retomada dos trabalhos na dramaturgia da Record já tem data para acontecer. Segundo informações da jornalista Patrícia Kogut, a equipe de Amor Sem Igual volta aos estúdios no próximo dia 10. A emissora e a parceira Casablanca elaboraram protocolos de segurança para viabilizar os trabalhos da novela escrita por Cristianne Fridman e dirigida por Rudi Lagemann.

A produção deve otimizar o uso de locações; a ideia é diminuir os deslocamentos necessários para gravações externas. Desta forma, o sítio em Guaratiba, Rio de Janeiro, que abriga o núcleo de Oxente (Ernani Moraes), ambientará outras sequências. O “novo normal” dos folhetins da casa vem sendo debatido com elenco e demais envolvidos por meio de videoconferência.

Além de Amor Sem Igual, a Record foi obrigada a interromper as atividades de Gênesis. A trama bíblica, com estreia prevista para abril, foi adiada por tempo indeterminado; também não há data, até o momento, para a volta de ‘Amor’ ao vídeo. No momento, o canal recorre às reprises de Apocalipse (2017), às 20h45, e Jesus (2018), às 21h45.

O enredo desenvolvido por Fridman acompanha a prostituta Angélica / Poderosa (Day Mesquita), alvo de uma investida criminosa do meio-irmão Tobias (Thiago Rodrigues). O vilão planejava impedir a aproximação da bastarda e do pai Ramiro (Juan Alba). Este, por sua vez, procurou pela filha com um único intuito: receber um rim dela, necessário para a manutenção de sua vida.

Angélica acabou salva pelo comerciante Miguel (Rafael Sardão). A paixão corre em paralelo à luta da moça pela sobrevivência – em meio às investidas de Bernardo (Heitor Martinez) e Leandro (Gabriel Gracindo), cúmplices de Tobias –, e conflitos como os de Olympia (Françoise Forton), dona de uma casa de prostituição, e Donatela (Sthefany Brito), oportunista enfermeira de um lar de idosos.

A primeira novela a retomar os trabalhos – as da Globo também devem voltar em agosto – saiu do ar após a exibição de 148 capítulos. O folhetim acumulou até então 8 pontos de média geral, mesmo desempenho do antecessor Topíssima (2019) – também da dupla Fridman e Lagemann. Os primeiros 69 capítulos da reapresentação de Apocalipse alcançaram 5,9 pontos, o que indica a necessidade de ‘Amor’ reconquistar o público após o regresso.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.