Record recupera a vice-liderança e deixa o SBT para trás após 8 anos

A Fazenda
Marcos Mion apresenta A Fazenda 2020; reality ajuda Record a alcançar a vice-liderança (Imagem: Edu Moraes / Record)

Após oito anos de uma batalha décimo a décimo, a Record recuperou a vice-liderança de audiência em todo o país. A crise enfrentada pelo SBT e o sucesso estrondoso de A Fazenda 2020 nos meses de setembro e outubro foram cruciais para a reviravolta no ranking da TV aberta.

O canal do bispo Edir Macedo fechou as médias dia, manhã, tarde, noite e 24 horas, entre abril e novembro no PNT (Painel Nacional de Televisão), na vice-liderança. De janeiro para cá, o canal conquistou 4,4 pontos de média 24h, contra 4,3 pontos do SBT.

O SBT estava na posição desde 2012. Ano passado, por exemplo, a diferença era de 5,4 a 5,0 favorável ao canal de Silvio Santos. Os dados de novembro mostraram uma diferença de 27% na média-dia, das 7h às 23h59, com 6,1 pontos para a Record, ante 4,8 da concorrente.

Em São Paulo, a praça mais importante para o mercado publicitário, o canal dos bispos alcançou 5,4 pontos de média, contra 4,8 da emissora da Anhanguera. É a maior diferença desde 2016.

Em uma crise nunca antes vista em sua história, o SBT paralisou a maioria dos seus programas por conta da pandemia do novo coronavírus. Silvio Santos, Raul Gil e Carlos Alberto de Nóbrega ainda não voltaram ao trabalho, algo que só acontecerá com a chegada de uma vacina contra a Covid-19.

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›