Regina Duarte é detonada após criticar greve da educação

Regina Duarte
Regina Duarte foi detonada por criticar a greve (Imagem: Reprodução / Instagram)

Regina Duarte, apoiadora de Jair Bolsonaro, saiu em defesa do governo e criticou a greve dos estudantes da última quarta-feira (15). A atriz não usou as próprias palavras na crítica, ao invés disso mencionou as do ex-Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão.

“Queridos, para vocês: depoimento do Secretário de Cultura do estado de São Paulo, (nosso ex-Ministro da Cultura) Sérgio Sá Leitão”, escreveu a global na legenda da publicação.

No início, o texto destaca que aconteceu no país “uma greve em escolas e universidades supostamente feita em defesa da Educação”. A atitude de Regina não foi aprovada pelos seguidores.

A fala do ex-ministro e apoiada pela atriz ressaltou que “boa parte dos que insuflam a greve de hoje apoiou os governos que produziram a crise econômica”, fazendo referência aos 16 anos do governo PT.

Gregório Duvivier rebateu a opinião de Duarte. “Se falta dinheiro por que o governo quer anistiar a dívida de 20 bi do agronegócio? Por que vai anistiar as multas bilionárias do Ibama que são muito maiores do que o corte na educação? Por que pagou milhões pra ir na Luciana Gimenez?”, questionou.

Mais seguidores ficaram furiosos com o pensamento da artista. “Cala a boca, Regina, a Helena daria uma tapa na sua cara de tamanha ignorância”, disparou um. “Educação é investimento e não restrição de custos”, argumentou outro. “Pra você que apoia e divulga isso eu só lamento. Mas esperar o quê de quem elege um lixo desse como presidente”, lamentou uma terceira.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Queridos , pra vocês, Depoimento do Secretário de Cultura do estado de São Paulo, (nosso ex-Ministro da Cultura Cultura) Sérgio Sá Leitão . ?????? “ Olá! Acontece hoje no país uma greve em escolas e universidades supostamente feita em defesa da Educação. Peço licença a você para compartilhar uma breve reflexão sobre o assunto. Precisamos encarar a realidade. Sem a reforma da Previdência (e sem a recuperação econômica), não haverá recursos para cumprir o previsto no Orçamento da União. Mais gastos com a Previdência = Menos recursos para Educação, Saúde, Segurança, Cultura etc. Não há mágica. Não há milagre. ?????????? O Governo Federal não contingenciou recursos da Educação e de todas as demais áreas porque é mau; contingenciou como medida preventiva para enfrentar o déficit fiscal, enquanto não sai a reforma da Previdência. A crise fiscal se arrasta há anos; todos os governos anteriores contingenciaram. ???????????? Boa parte dos que insuflam a greve de hoje apoiou os governos que produziram a crise econômica e o déficit fiscal; e tem combatido sistematicamente todas as medidas racionais anti-crise e anti-déficit já propostas desde o governo Temer, como a reforma da Previdência. Sua agenda não é a Educação; é a política e a ideologia. ?????????????? A Educação é uma causa de todos os brasileiros. Precisamos investir mais e melhor. Mas não teremos recursos para isso sem a reforma da Previdência, já que a recuperação econômica e as outras reformas são essenciais. Eis o grande desafio. Criar condições para a revolução educacional do Brasil. ???????????? ‪Defender a Educação passa, necessariamente, por defender a reforma da Previdência e as reformas essenciais, como a reforma Econômica, a reforma do Estado e a reforma Tributária. O que está em jogo é o futuro (e o desenvolvimento pleno) do Brasil. #todospelaeducação #todospelasreformas ??????????????????

Uma publicação compartilhada por Regina (@reginaduarte) em

Paulo CarvalhoPaulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.
Veja mais ›