Repórter da Globo rebate comentário de Leandro Narloch, da CNN Brasil

Globo
Repórter da Globo, Pedro Figueiredo rebate comentarista da CNN Brasil (Imagem: Reprodução – Instagram – CNN Brasil / Montagem – RD1)

Contratado da Globo, o repórter Pedro Figueiredo rebateu o comentário de Leandro Narloch, que produziu afirmações consideradas homofóbicas durante sua participação no Live CNN na última quarta-feira (9), na CNN Brasil. O jornalista da concorrente usou o Twitter e esclareceu que o que foi dito não passou de fake news.

Sem nenhuma menção ao comentarista do canal de notícias, o global compartilhou o link do boletim epidemiológico feito pela Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, de 2019.

“Sobre a polêmica de que a incidência do HIV entre gays é maior. Vamos aos números. Entre 2007 e 2019, 248.520 pessoas (homens e mulheres) se infectaram no país pelo vírus a partir de relações sexuais. Destas, 105.014 eram LGBT+. Isso representa 42% do total”, explicou Figueiredo.

Para o famoso, a afirmação de que HIV “é um problema dos gays é uma covardia intelectual”. “Portanto, disseminar que o HIV é um ‘problema dos gays’, além de fake news, é uma covardia intelectual e um desserviço que só contribui pro preconceito”, desabafou. Pedro finalizou com uma reflexão: “Se preservar independe do sexo e da orientação sexual”.

Em tempo: a diretoria da CNN Brasil promoveu uma reunião e decidiu pela rescisão unilateral do contrato com o Leandro Narloch na tarde desta sexta-feira (10), pouco mais de 24 horas depois da fala polêmica do escritor. Pedro Figueiredo é casado com o repórter Erick Rianelli.

Confira:

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.