Reynaldo Gianecchini relembra cenas de beijo com Vera Fischer e casamento com Marília Gabriela

Reynaldo Gianecchini
Reynaldo Gianecchini concedeu entrevista a Teodoro Cochrane e Marília Gabriela no YouTube (Imagem: Reprodução / YouTube)

A paixão que esquenta os beijos entre Edu e Helena, em Laços de Família, é fruto da “inexperiência”, segundo Reynaldo Gianecchini, que contracenou com Vera Fischer na novela no ar em reprise de Vale A Pena Ver de Novo.

“Assistindo agora”, disse ele ao youtuber Theodoro Cochrane, filho de Marília Gabriela, com quem era casado na época da trama de Manoel Carlos. “Fico bem chocado. Eu não tinha experiência alguma. Não sabia que tinha que combinar como a gente ia beijar em cena”.

Ele revelou ainda que a atriz apenas respondeu a energia das cenas. “A Vera também foi sem pudor nenhum, ela se jogou nas cenas. Isso não foi uma coisa pensada. Foi aquilo que aconteceu”. 

Com o fim do relacionamento, o galã mantém uma relação amigável com a atriz e apresentadora, que também participou da entrevista. “Éramos um casal tão amigo que ele chegava e contava da estranheza, depois de como ficou, se funcionava ou não. A gente conversava muito sobre o que acontecia”.

Marília também relembrou que detestou o momento em que o marido tornou um sexy símbolo. O que não gostei foi do buchicho, da loucura, da procura, do escândalo, o fato de ele ter virado um galã. Porque ele apareceu e virou! Porque a gente era muito feliz durante um ano e meio quando ele trabalhava em teatro”, confessou.

“Inclusive (diz ela voltando se para Reynaldo) me lembro de você falando assim que não entendia muito bem o que estava se passando com você. Aí começou o bombardeio. As meninas muito jovens começaram a me ofender, a escrever coisas. Era o começo da comunicação pela internet. Não foi legal”, desabafou. 

Gianecchini enfatizou que a união com Marília Gabriela foi essencial durante a transição na carreira. “O que tenho que dizer é que você foi fundamental na minha estreia na televisão. Só não pirei por sua causa. Você me pegou e me amparou tanto me deu apoio emocional, afetivo, de falar ó: ‘Temos uma estrutura aqui. Vamos nos segurar’ “, disse ele que afirmou guardar as lembranças do casamento com Marília. “Num lugar tão especial do meu coração”, assegurou.

Veja:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

 

Veja mais ›