Sabrina Petraglia desabafa sobre desafio de ser mãe de três

Sabrina Petraglia
Sabrina Petraglia abriu o jogo sobre sua vida materna (Imagem: Reprodução / Instagram)

Sabrina Petraglia fez um relato sincero ao falar sobre maternidade. Mãe de Gael, de três anos; Maya, de um ano e cinco meses; e Léo, de quase um mês, a atriz contou como faz para administrar os cuidados com os três filhos.

É, são três! O mais difícil é conseguir dar uma atenção exclusiva para cada um, porque é muito importante essa atenção exclusiva, essa escuta. Ficar só com o Gael, entender em qual fase ele está, com a Maya e, agora, com o Léo”, disse ao Notícias da TV.

Agora, estamos nos reorganizando. A cada integrante que chega, a gente se reorganiza, se readequa a tudo, a vida muda. O mais difícil, que já sinto em pouco tempo, é isso, se dividir e dar atenção para todo mundo criando essa fusão, e não ficar só na função”, seguiu.

Veja Também

“‘Ah, tem a função de dar banho, de almoçar, jantar’. Não! É importante esse momento de fusão, quando a gente escuta, ouve e entende a criança, é fundamental. Esse vai ser o meu maior desafio agora, como mãe de três, me dividir para dar uma atenção especial para cada um. Tudo bem, de vez em quando vai ficar uma fusão ou uma confusão, e está tudo certo”, completou.

Sabrina Petraglia confessa detalhes das gestações

Questionada se chegou a planejar as gestações bem próximas, Petraglia, que é casada com o engenheiro Ramón Velázquez soltou o verbo e esclareceu:

“A do Gael foi planejada, estava tentando há uns dois meses. No terceiro mês, engravidei. Da Maya, não. Estava no meio de Salve-se Quem Puder (2020) e vendo para colocar o DIU (dispositivo intrauterino). Entramos na pandemia e, depois de um tempinho, engravidei”.

“Foi um susto, pois não estava esperando. Foi bem-vindo porque já queria ter outro filho, mas fiquei muito insegura, não queria atrapalhar o trabalho, fiquei em crise“, afirmou.

“O Daniel Ortiz [autor da novela] recebeu superbem, me acolheu muito bem. Depois dessa acolhida tanto do Daniel como do Fred Mayrink [diretor artístico da novela], fiquei um pouco mais tranquila. Do Léo, falei: ‘Quer saber, acho que quero mais um'”, recordou.

De repente, estava nesse momento de trabalho confuso, as coisas ainda estão voltando, me questionei: ‘Será que é agora, será que não?’ Aí engravidei e perdi, tive um aborto. Falei: ‘Nossa, acho que é um sinal para esperar um pouco mais, vamos ver mais para frente. Não sei, três, será que vou dar conta?’. No mês seguinte, engravidei de novo, meio que no susto, porque estava pensando em esperar“, contou.

“Não adianta. Quando o nosso corpo, a aura, o espírito consente a vinda de uma criança, e é para ser, não tem quem segure. Acho que consenti, sabe? Em algum lugar, já estava ciente de que ia ter mais um. Agora acabou, chega! Acho que já deu, três está bom. Dar atenção para três já é difícil, quatro, não! Aí não vai dar para conciliar nada“, concluiu.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›