Sem emprego, Regina Duarte espera promessa de Bolsonaro ser cumprida

Regina Duarte
Regina Duarte segue longe do governo de Bolsonaro (Imagem: Reprodução / Globo)

Regina Duarte deixou a Secretaria Especial de Cultura em maio e de lá para cá não viu a promessa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ser cumprida: aquela em que foi garantido o comando da Cinemateca, em São Paulo. Por questões burocráticas, a promessa feita há 46 dias não foi realizada.

O convite para o comando da pasta subordinada ao Ministério do Turismo foi feito em janeiro pelo próprio presidente, por telefone. Na época, a veterana era contratada da Globo e demorou quase dois meses até o fim do acordo com a empresa.

Uma semana antes da saída da ex-contratada da Globo, de acordo com informações da revista Veja, a famosa pediu um CEO para o comando da Secretaria de Cultura. Ela seguiria em Brasília e faria uma consultoria geral, com ideias e direcionamentos para o setor. A ideia não seguiu adiante.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP”, disse Bolsonaro em um vídeo ao lado da então auxiliar.

Após o fim da era Regina Duarte na Cultura, a artista compartilhou um vídeo em que descreveu sua vida no gabinete. “Aqui eu tive momentos de dor, de êxtase, tive inseguranças, risos, lágrimas. São troféus que eu vou levar para o resto da minha vida”, desabafou.

CONTINUE LENDO →

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter e escreve semanalmente para a coluna Você Sabia?. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email paullocarvalho19@gmail.com.