Sindicato revela o que fará para enfrentar a Globo após demissão em massa

Paulo Carvalho

08/04/2023

Globo

Globo entra na mira de sindicato após demissões (Imagem: Reprodução / Globo)

A demissão em massa anunciada pela Globo gerou uma reação do Sindicado de Jornalistas e Radialistas. A Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) prometeu uma ação contra a emissora: um protesto em frente ao canal.

Os representantes dos profissionais fecharam um ato nas sedes da emissora em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais e Pernambuco.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e o secretário adjunto de Mobilização da Fenaj, Thiago Tanji, relatou o plano: o envio de carros de som em frente ao canal e ao mesmo tempo a tentativa de negociação para os mais de 50 jornalistas demitidos, desde repórteres, produtores, técnicos e âncoras.

O dirigente lamentou o número de demissões em todas as sedes da Globo pelo país. “Não, não são afiliadas. Então, foi uma demissão que atingiu toda a empresa em diferentes setores, mas especialmente no jornalístico”, expôs em entrevista a Fabia Oliveira.

Globo vai ser tomada por protestos na terça-feira

Thiago salientou que a alta cúpula da Globo tomou a decisão sem qualquer tipo de negociação com nenhum representante do órgão e por isso o planejamento de ações unificadas na porta de cada sede.

Os sindicatos não cravaram uma posição em conjunto, mas deu o pontapé para um comunicado com a reunião marcada com os diretores do Plim Plim. Tanji pediu um canal de comunicação com a empresa para uma solução.

Confira:

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui
Paulo Carvalho
Escrito por

Paulo Carvalho

Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].