Smart Fit é a 56ª empresa a repudiar ataque homofóbico de Sikêra Jr

Sikêra Jr
Sikêra Jr é alvo de mais uma empresa após ataque homofóbico (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

Mais uma empresa disse não para os ataques homofóbicos de Sikêra Jr na televisão. A Smart Fit tomou conhecimento do seu patrocínio involuntário e bloqueou as suas ações publicitárias do canal do jornalista no YouTube. Foi a 56ª empresa que reagiu contra o apresentador bolsonarista.

A empresa falou pela primeira vez sobre o assunto após um pedido do grupo Sleeping Giants, que criou a campanha Desmonetiza Sikêra. “Muito obrigada por sempre nos ajudar a combater um discurso de ódio, desinformação e fake news”, agradeceu.

“Estamos sempre de olho e nesse caso, negativamos todos os anúncios no dia 24/06. Nosso time continua trabalhando para mante esse canal e outros sites na lista de bloqueados”, comunicou.

Além da Smart Fit, as marcas Olina, Lojas Torra, Fundação Bachiana, Deezer, Latam, AmazonGás, MRV Engenharia, HapVida, Tim Brasil, Magazine Luiza, Nivea Brasil, Ford Brasil, Betsul, Casas Bahia, Novo Mundo, Delinea Corpus, Caixa, Yamaha, Faculdade Única, Ipok, Flex Farma, São Paulo da Sorte, Chikas Cosméticos, Sorridents e Globoplay se manifestam contra Sikêra Jr.

O serviço de streaming da Globo apareceu na lista, assim como outras marcas, por causa dos anúncios automáticos nos vídeos do YouTube. No caso, a plataforma acionou o site de vídeos e exigiu o bloqueio das veiculações dos seus produtos nos canais do apresentador e do programa da RedeTV! / TV A Crítica.

No último dia 25 de junho, o jornalista causou polêmica e atacou a comunidade LGBTQIA+ por causa de uma propaganda feita pelo Burger King. “Vocês precisam de tratamento! Que tara é essa de pegar as crianças do nosso Brasil?”, questionou no Alerta Nacional. “A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior”, disparou.

Na terça-feira da semana passada, dia 6 de julho, Sikêra Jr foi banido do Instagram. A rede social recebeu diversas denúncias e acabou tirando o perfil dele do ar.

A atitude foi tomada após um vídeo polêmico divulgado. “Mulher, se você passou em frente a uma obra e nenhum pedreiro assobiou… acabou para você!”. Os seguidores do apresentador riram da situação, mas a turma mais consciente não achou nenhuma graça denunciou a publicação.

Confira:

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho acompanha o mundo da TV desde 2009. Radialista formado e jornalista por profissão, há cinco anos escreve para sites. Está no RD1 como repórter. Pode ser encontrado nas redes sociais no @pcsilvaTV ou pelo email [email protected].
Veja mais ›