Suposta carta psicografada de Eliza Samudio faz revelações chocantes sobre crime

Eliza Samudio e Bruno
Suposta carta psicografada de Eliza Samudio faz revelações chocantes sobre crime (Imagem: Reprodução / Instagram)

Na última segunda-feira (1), o assassinato de Eliza Samudio voltou a ganhar repercussão na internet após 12 anos. Acontece que uma suposta carta psicografada foi divulgada nos últimos dias e o conteúdo é impressionante.

publicidade

Morta em 2010 a mando do goleiro Bruno Fernandes, a moça nunca teve seu corpo encontrado. A vidente Chaline Grazik, famosa por acertar uma série de previsões de famosos, afirmou que recebeu uma carta psicografada de Eliza.

Na mensagem narrada pela profissional, a ex de Bruno conta detalhes terríveis sobre o crime, além de revelar onde está seu corpo.

publicidade

Veja Também

“Foi cruel, foi horroroso. Eu tentava pedir socorro, mas ninguém me ouviu. Meu pescoço doía tanto, apertaram, até faltar oxigênio no meu corpo. Mas, neste momento, meu espírito saiu imediatamente do corpo. Ficou perto de uma árvore de onde vi tudo o que fizeram comigo”, começa dizendo.

Em carta, Eliza Samudio cita um homem misterioso no momento de sua morte

Um dos trechos lidos pela vidente, revela que Eliza Samudio viu um homem mal-encarado, de pele morena e camiseta vermelha. “Naquele dia, eu não sabia quem era ele”, pontuou.

“Mas eu conseguia ver tudo o que faziam comigo, uma sensação que eles tinham de pavor, que não sabiam o que fazer. Pareciam endemoniados. Nunca imaginei do que fossem capazes. Um dizia para o outro como esconder o corpo…”, continua Chaline.

Logo depois, a carta fala sobre onde o corpo estaria. “Decidiram me jogar num rio, que lembro nitidamente, um rio fétido. Pegaram uma madeira com fiapos e me bateram muito, até que meu corpo ficasse no fundo. Eles tinham cara de apavorados, mas mesmo assim cometeram o crime. Eu vi tudo, senti tudo”, conclui.

publicidade

O goleiro Bruno Fernandes foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo assassinato de Eliza Samudio. Após cumprir parte da pena, o atleta entrou em regime semiaberto desde julho de 2019. Atualmente, ele segue atuando no futebol em times menores.

publicidade

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Henrique CarlosHenrique Carlos
Apaixonado por televisão e cinema, desde 2009 trabalha com internet. Já passou por grandes veículos de comunicação e teve experiência no rádio. Atualmente estuda para continuar crescendo na área e pode ser acompanhado através do perfil @henriquethe2 no Twitter.