Artigo na revista “GQ” levou o apresentador para os trending topics mundiais (Imagem: Divulgação / Globo)

Ex-apresentador do “Globo Esporte” e atual comandante do “Big Brother Brasil”, Tiago Leifert levantou bastante polêmica nesta semana ao publicar um artigo no site da revista “GQ”, no qual afirma que evento esportivo não é lugar de manifestação política.

No texto, Leifert reflete sobre a mistura entre política e esporte, que segundo ele, é ruim. No início do artigo, o apresentador diz que não há necessidade de se tocar o Hino Nacional no início das partidas, o que para ele, é incômodo.

“Será que o evento esportivo é um local apropriado para manifestações políticas? Eu acho que não. Olhando por todos os lados, não vejo motivos para politizar o esporte”, justificou, após usar um exemplo da NFL, liga de futebol americano.

Segundo Leifert, as manifestações não devem ser feitas em campo. “É para isso que existe a rede social: ali, o jogador faz o que quiser. No campo? Ele está para entreter e representar até mesmo os torcedores que votam e pensam diferente”, disse.

O apresentador seguiu dizendo que o esporte é um modo de “lazer” e “respiro”, um “desligamento da realidade”. “Aí você senta para ver um jogo e esfregam um hino na sua cara, como se aqui fosse uma “república popular”, e seu jogador favorito resolve lacrar na hora de comemorar o gol do título do seu time. É justo? Não”.

Tiago termina o artigo, o que fez com que ele fosse duramente criticado nas redes sociais e parasse nos trending topics mundiais do Twitter, graças a repercussão, batendo na mesma tecla. “Textão é no Facebook. Deixem o esporte em paz”.

Saiba Mais:

BBB18: Tiago Leifert dá bronca em participantes por causa do jogo da discórdia

Marcos Harter detona Boninho, chama Tiago Leifert de “fantoche” e critica Emilly

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!