“Tive ansiedade e descoberta das crises”, revela Paolla Oliveira sobre período de isolamento

Paolla Oliveira
Paolla Oliveira abriu o jogo e revelou como se sentiu no período da quarentena (Imagem: Reprodução / Instagram)

Paolla Oliveira viveu dias delicados durante o período de isolamento social. Em entrevista à Glamour, a atriz contou que o momento serviu como uma verdadeira lição para ela e revelou:

“Tive vários momentos, ansiedade, descoberta das crises, mas o que mais aprendi foi ‘saber parar’, não ser detentora superior e máxima de todas as coisas. Às vezes temos que parar, nos reinventar, buscar novas inspirações. Mais do que uma atividade nova eu aprendi a reorganizar a mente e as coisas que eu gosto de fazer. Muitas vezes deixamos de realizar algo quando o tempo está corrido”.

Namorando Diogo Nogueira, a artista falou sobre a música que ganhou do cantor, em que um dos versos diz ‘Um raio de sol invadiu a minha casa, um anjo sem azar, é ela, a Bela e a Fera […] Moça bonita, a mais bonita é ela‘.

Foi uma surpresa bem carinhosa, uma delícia receber esse presente e já já vocês vão ouvir ela pronta, bonita, pra todo mundo curtir junto comigo“, disse. Paolla comentou também sobre a torcida que recebe por conta de seu relacionamento: “A torcida dos fãs tem sido muito carinhosa“.

Vencedora da Super Dança dos Famosos, Paolla afirmou que não sabia que levaria o troféu pela segunda vez na competição:

“Não esperava não, fui devagarzinho, aproveitando as semanas, os desafios, enfim, sendo desafiada e colocando à prova minha paciência, ansiedade, e o meu corpo, que depois de 12 anos, está diferente. Por isso, nem me dei conta. A hora que vi já estava na final. Não esperava que fosse acontecer porque estava com duas feras lá. Dandara e Simas são incríveis, tanto é que nossa pontuação foi diferente por décimos. Foi legal pela trajetória e pelo resultado também”.

A participação no quadro, segundo ela, foi uma forma de respiro após o período complicado que mundo enfrenta.

Começamos em maio e as coisas ainda estavam voltando. Tudo ainda está com muito protocolo, estávamos aprendendo a lidar com tudo. Dançar é um respiro para a vida. Da dança como arte, esporte, hobby, é uma coisa boa pra acalmar a mente. É um respiro. Mas não imaginava ir tão longe, de verdade, então, a coisa foi caminhando. De qualquer maneira, acredito que tenha sido um respiro, até aos olhos dos outros, que assistiram, que embarcaram nessa comigo. A dança alivia a alma“, afirmou.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›