TV aberta perde terreno na briga por audiência; streaming cresce

Globo
Ana Maria Braga no Mais Você; Globo perde audiência para o streaming (Imagem: Reprodução / Globo)

A TV aberta atravessou uma situação assustadora em 2020 com a queda em seu número de televisores ligados na comparação com com o streaming. A Globo apareceu na lista das emissoras atingidas pelo golpe. O serviço on demand se tornou o novo sucesso do país e abocanhou uma parte considerável do público.

Na média 24 horas, Globo, SBT, Band e RedeTV! perderam público. A TV por assinatura seguiu a mesma tendência. Curiosamente, a Record ganhou telespectadores, mas pouco. Entre janeiro e setembro de 2020 e janeiro e setembro de 2021, a Globo perdeu 2% do público, o SBT 13%, a Band 11%, os canais da TV paga 16%, e a RedeTV! 22%.

Em pontos de audiência, a TV aberta foi muito mal: a Globo perdeu 6%, o SBT 16%, a Band 14%, a RedeTV! 25%, a TV por assinatura 19%, e ao contrário da maré, a Record ganhou 4% de público. As informações são do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL.

Entre 18h e meia-noite, o horário mais valioso da TV para o mercado publicitário, a Globo perdeu 4% de público, o SBT 12%, a Band 15%, a RedeTV! 21%, a TV por assinatura 14%, e a Record, melhor do que todas, teve um aumento de 11% em sua audiência. Entre o período de 2020 e 2021, o total de televisores ligados no país na média 24 horas saiu de 38% para 37%.

O streaming deu um salto em sua participação nos televisores, tablets e celulares do público brasileiro, com 34% mais audiência. Em pontos, as plataformas subiram 29%, passaram de 4,7 pontos em 2020 para 6,1 pontos em 2021. Número maior que canais da TV aberta como Record, SBT, Band, e RedeTV!, além dos canais pagos.

Crise na líder

Em setembro deste ano, a Globo acumulou 10,9 pontos no PNT (Painel Nacional de Televisão), termômetro de audiência das 15 maiores regiões metropolitanas do país, na média 24 horas (das 6h00 às 6h00).

Nunca na história da Globo a audiência dessa medição havia ficado abaixo dos 11 pontos de média. Até então, os menores índices eram de dezembro de 2018 (11,1) e dezembro de 2020 (11,2).

Em setembro do ano passado, o canal registrou 12,1 pontos de média, ou seja, uma queda de 10% na comparação com o mesmo período deste ano. A Record cresceu de 4,3 para 4,4, o SBT caiu de 4,0 para 3,6 e a Band desceu de 1,2 para 1,0.

Entre setembro e agosto deste ano, a Globo caiu 0,7 ponto de média, o mesmo que 187 mil domicílios a menos no PNT. Em São Paulo, o índice foi de 11,2 pontos, maior apenas que o recorde negativo de setembro de 2014, quando anotou apenas 10,1 pontos.

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›