TV paga deixa de perder assinantes após dois anos em queda

TV paga
Fuga de assinantes da TV paga diminui em julho após dois anos de queda intensa (Imagem: Reprodução / Canva)

Após dois anos de quedas mensais no número de assinantes, a TV paga respirou aliviada no último mês de julho. No período, apenas 17.697 clientes romperam seus contratos com as operadoras, o menor índice desde janeiro de 2019.

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgados pelo Notícias da TV, o mercado de TV por assinatura fechou julho com 15.162.616 clientes. Esta é a menor base do setor desde agosto de 2012, quando o movimento das operadoras era de crescimento vertiginoso, ao contrário do que acontece hoje.

A TV paga acumula quedas consecutivas desde junho de 2018. Mas o mercado enfrenta uma crise sem precedentes desde setembro de 2016, o único mês em que a base de assinantes no país ultrapassou o número de 19 milhões. Há cerca de dois anos, as operadoras contavam com aproximadamente 17 milhões de contratos ativos.

Os números de distratos entre assinantes da TV por assinatura podem ser encarados de forma positiva: no ano passado, as quedas, que estavam sempre na casa dos centenas de milhares, chegaram à debandada de mais de 300 mil clientes. Neste ano, com exceção de janeiro, as baixas têm sido mais modestas, com “apenas” dezenas de milhares de contratos interrompidos.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.