Verdades Secretas 2: Visky engravida Lourdeca

Visky
Visky e Lourdeca vão ser pais na trama (Imagem: Reprodução / Globo)

Visky (Rainer Cadete) vai ser pego de surpresa com uma notícia inesperada de Lourdeca (Dida Camero) nos capítulos inéditos de Verdades Secretas 2, que chegaram ao Globoplay nesta quarta-feira (17).

Ao ver Joseph (Ícaro Silva) no maior clima de pegação com Chiara (Rhay Polster), o booker fica com ciúmes, toma um porre e acaba na cama com a secretária.

Não demora para Lourdeca fazer o anúncio na agência Blanche Models de que está grávida de Visky. A notícia, inclusive, foi celebrada por Rainer.

“Quando descobri que o Visky ia ser pai, achei sensacional. Sou pai também. Tive filho aos 19 anos. Acho uma das experiências mais transformadoras da minha vida e desconfio que vai ser assim pro Visky. Ele sempre quis ter uma família e tem muito amor para dar“, revelou o ator.

Por falar no filho, Cadete, que é pai de Pietro, de 14 anos, confessou que conversa com o adolescente sobre as cenas quentes protagonizadas por seu personagem no folhetim. Em entrevista ao Gshow, o ator revelou:

“Ele começou a fazer teatro e vem com debates mais profundos. E o Visky é um tema. Ele não assistiu as ‘Verdades Secretas 1’ nem assiste a 2. Agora ele ouve falar muito do Visky entre os amiguinhos dele”.

“Existe um interesse muito grande do jovem em falar sobre erotismo e o que é a sexualidade. Falo sobre esses temas abertamente. Acho importante não termos esses tabus que tínhamos quando criança. Não precisa mais. Chega de hipocrisia né, Brasil?“, disparou.

A relação com o herdeiro, inclusive, vai muito bem, segundo Rainer: “Meu relacionamento com Pietro é especial desde que ele nasceu. Agora ele está com 14 anos e os hormônios estão em ebulição. Tem vários questionamentos novos e o diálogo é a base de tudo na vida. Sempre tive na minha cabeça que a medida que ele fosse tendo dúvidas, eu não mentiria e nem omitiria. Lá em casa é assim“.

Quanto ao personagem, o artista abriu o coração. “Me sinto honrado de estar representando e vivenciando esse corpo político com tanto espaço na trama. O Visky é muito livre para ser quem ele é. Precisamos disso, de liberdade para a gente ser quem a gente é. Ele representa muitas pessoas e é uma porta aberta para levantar debates dentro da família, para as pessoas falarem de sua sexualidade e naturalizarem isso como deve ser“, explicou, reforçando a representatividade que o papel traz:

“Por causa do Visky várias pessoas chegaram em mim e disseram que tiveram a oportunidade de falar com seus pais, suas mães, sobre a sua sexualidade. Os pais gostam do Visky e por isso falam para eles: ‘Ah, meu filho, não tem problema, eu te aceito’. Acho isso muito legal, quando a gente além de entreter, leva o debate para dentro das famílias”.

MAIS LIDAS

Da Redação
A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.
Veja mais ›