William Bonner detona atitude de Bolsonaro sobre agressões a jornalistas

William Bonner
William Bonner disparou contra o presidente (Imagem: Reprodução – Globo – YouTube / Montagem – RD1)

William Bonner reagiu contra uma nova atitude do presidente Jair Bolsonaro (PL), que acusou os jornalistas agredidos por seus seguranças de mentir. No Jornal Nacional, da Globo, desta terça-feira (14), o âncora comentou a fala do político sobre as agressões do último domingo (12).

“O presidente Jair Bolsonaro se manifestou hoje sobre as agressões de seguranças da Presidência a jornalistas da TV Bahia, afiliada da TV Globo, e da TV Aratu, afiliada do SBT, durante viagem dele à Bahia. As agressões foram no domingo (12)”, iniciou o jornalista.

Bonner ainda ressaltou: “Em conversa com apoiadores publicada com cortes por um site de apoiadores na internet, o presidente Bolsonaro não apenas não condenou a atitude dos seguranças que agrediram os repórteres, como ainda acusou os jornalistas, sem provas, de mentir”.

“A Globo, mais uma vez, se solidariza com os jornalistas. Desta vez, por terem suas palavras postas em dúvida de maneira injustificável”, completou o apresentador do JN.

O comentário de Bonner foi sobre uma conversa do político com seus apoiadores, no Palácio da Alvorada. Na ocasião, o presidente minimizou as agressões de seguranças da Presidência.

“A imprensa agora está acusando que o meu pessoal ofendeu jornalistas lá na Bahia. Quem ofendeu? Mostra as imagens. Porque a mulher da Globo deu pancada num colega meu lá da segurança lá [risos]. Só isso e mais nada. Agora, cadê? Fez corpo de delito? Não fez nada, pô. Só cascata”, disparou Bolsonaro.

Bolsonaro ironiza salário de William Bonner

Também em conversa com bolsonaristas, o presidente mandou um recado nada amistoso para o âncora do Jornal Nacional.

Tudo aconteceu no cercadinho do Palácio do Planalto, em Brasília. Em vídeo, o chefe do Executivo surgiu relembrando quando ele apresentou uma cartilha sobre ideologia de gênero em pleno telejornal, nas eleições de 2018. Na época, o político atribuiu a cartilha erroneamente à gestão de Fernando Haddad (PT) no Ministério da Educação.

“Lembra a cartilhinha com a menina e o menino com furo?”, iniciou Bolsonaro, que foi interrompido por uma apoiadora. “Isso, que não deixaram você mostrar”, disparou a bolsonarista.

O presidente da República, então, alfinetou o apresentador do JN. “Olha… vou até fazer aqui uma ação humanitária aqui. O William Bonner teve seu salário reduzido de R$ 800 mil para R$ 500 mil, vamos fazer uma vaquinha para ele, vamos dar uma força lá. Não sei o que está acontecendo com a Globo”, disse ele.

Gostou do conteúdo? Siga @rd1oficial no Instagram e RD1.com.br no Facebook para acompanhar as últimas notícias dos famosos.

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email [email protected]
Veja mais ›