William Bonner expõe detalhes da relação com Arnaldo Jabor no Jornal Nacional

William Bonner
William Bonner falou sobre Arnaldo Jabor no Jornal Nacional (Imagem: Reprodução / Globo)

O Jornal Nacional prestou uma incrível homenagem a Arnaldo Jabor, que faleceu nesta terça-feira (15). No telejornal da Globo, William Bonner aproveitou o momento dedicado ao cineasta e comentarista e expôs detalhes da relação com ele.

“Eu posso dizer que tive o prazer de trabalhar com o Arnaldo Jabor no Jornal Nacional, aqui no Rio de Janeiro, onde a gente apresenta o JN. E também por telefone, quando ele estava em São Paulo e gravava de lá a participação dele no JN”, iniciou o apresentador do noticiário.

William Bonner, então, garantiu que “foi um período riquíssimo”: “Porque na hora que ele escolhia um tema para comentar e dividia com a gente aqui, ou quando ele pedia que a gente indicasse um tema para a crônica, era um momento em que a inteligência dele mostrava que um intelectual não precisa ser carrancudo”.

Veja Também

“O Jabor era um sujeito extremamente divertido. A gente ria, mas ria muito com ele por aqui. Eu mesmo brincava de chamar o Arnaldo Jabor de ‘Arnaldo Jubão’, por causa daquele cabelão dele, e ele olhava para mim com uma cara quando eu o chamava de ‘Jubão’, mas ele adorava, porque era uma marca registrada dele aquele cabelão. Quem trabalhou, conviveu com o Jabor teve a dimensão dessa pessoa brilhante e cativante que ele foi”, afirmou o jornalista.

Em seguida, um VT foi exibido com famosos prestando homenagens ao cineasta e também lamentando a morte, como foi o caso de Fernanda Montenegro.

“Tem uma hora na vida que a gente tem que partir, mas isso não é um consolo. Jabor querido, que criador. Que homem de cultura você – não é ‘que foi’, ‘é’”, declarou a veterana.

A morte de Arnaldo Jabor

O jornalista e cineasta estava internado desde dezembro do ano passado no Hospital Sírio-Libanês. A produtora de cinema Suzana Villas Boas, ex-mulher de Jabor e mãe de seu filho, escreveu hoje “Jabor virou estrela, meu filho perdeu o pai, e o Brasil perdeu um grande brasileiro” numa rede social. De acordo com assessores, ele ainda deixa um filme inédito.

Na época da internação, o hospital revelou que o crítico de Cinema havia sido internado após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). A família comentou hoje que o jornalista faleceu por volta da meia-noite, em decorrência de complicações da doença.

Arnaldo foi internado no dia 16 de dezembro, e estava até então sob observação. No fim daquele mês, ele apresentou melhora após sofrer o acidente vascular cerebral (AVC) agudo isquêmico.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›