Xuxa desabafa e diz que já foi chamada de garota de programa

Xuxa
Xuxa Meneghel desabafa sobre comentários maldosos (Imagem: Reprodução / Instagram)

Xuxa usou a sua coluna na revista Vogue para um desabafo sobre os termos e comentários maldosos que usaram contra ela em sua carreira, desde “caipira” antes dos 16 anos, de “suburbana” quando se mudou para o Rio, e de “garota de programa de luxo”, quando assumiu e viveu por seis anos o relacionamento com o então jogador Pelé.

As declarações giraram em torno de um assunto em comum: o preconceito. “Quando cheguei ao Rio, eu era chamada de interiorana. Achavam graça do jeito como eu falava, riam do lugar onde eu nasci (minha linda Santa Rosa, no Rio Grande do Sul), diziam que eu era caipira. Depois, aos 16 anos, quando comecei a trabalhar, me chamavam de suburbana. Eu pegava um trem e levava uma hora para chegar à Central do Brasil e de lá pegava outra condução para estar ao lugar marcado, o que é a realidade de muita gente”, recordou.

Quando assumiu o namoro com o rei do futebol, aos 17 anos, a apresentadora disse que conheceu “a maldade real das pessoas”. “Fui chamada de puta, interesseira que queria aparecer às custas de um rico famoso, garota de programa de luxo e muitos outros nomes”, listou.

Os comentários continuaram fortes quando se tornou rosto e voz dos principais programas infantis da TV. “Quando comecei a trabalhar para crianças, aos 20 anos, fui taxada de loira burra, despreparada. Disseram que eu tinha relações com as Paquitas, com minha diretora e que eu não poderia trabalhar com o público infantil”, lembrou.

Mais recentemente, quando mudou o visual, as críticas vieram à tona mais uma vez. “Raspei a cabeça e… ‘Oi? Como assim? Tá louca? Queremos você de cabelo comprido’, ‘Não coloca botox’. Oi? Como assim? ‘Não queremos ver suas rugas, elas nos lembram que também estamos ficando velhos'”, enumerou.

Xuxa colocou o dedo em uma ferida do passado: o filme Amor, Estranho Amor. “Muitas pessoas nem viram o filme. Para quem não viu, vou contar a sinopse: eu fazia o papel de uma menina de 15 anos comprada no interior para ser dada a um político. Nada a ver com a minha biografia, mas amam dizer que sou eu, a ‘Xuxa dos Baixinhos’ e não a personagem, menina que foi vendida para um prostíbulo – que aliás é um tema tão atual…”, alfinetou.

CONTINUE LENDO →

A Redação do RD1 é composta por especialistas quando o assunto é audiência da TV, novelas, famosos e notícias da TV.  Conta com jornalistas que são referência há mais de 10 anos na repercussão de assuntos televisivos, referenciados e reconhecidos por famosos, profissionais da área e pelo público. Apura e publica diariamente dezenas de notícias consumidas por milhões de pessoas semanalmente. Conheça a equipe.