Yasmin Brunet volta a falar sobre ser impedida de viajar com Gabriel Medina para Tóquio

Yasmin Brunet
Yasmin Brunet foi barrada de acompanhar o marido Gabriel Medina nas Olimpíadas de Tóquio (Imagem: Reprodução / Instagram)

A modelo Yasmin Brunet voltou a falar sobre o fato de ter sido impedida de acompanhar o marido, Gabriel Medina, nas Olimpíadas de Tóquio. Ao ser questionada por um seguidor se não poderia arcar com as despesas da viagem, a loira explicou:

“Não tem como. Se tivesse como, já estaria tudo resolvido. A questão não é a passagem ou estadia. É a liberação pra entrar no Japão”.

A página Subcelebrities compartilhou a postagem de Yasmin e, nos comentários, seguidores detonaram a influencer. “Supera, gata! Assiste pela TV“, alfinetou um. “A família de nenhum atleta tá podendo entrar, mas a alecrim dourado quer polemizar“, disparou outra. “Quero saber se o Medina vai morrer se a namorada não acompanhar uma vez na vida ele. Que frescura me poupe“, postou uma terceira.

É uma questão de lógica, se o Medina leva a esposa alegando q ela tem um cargo onde todo mundo sabe que é fictício, os outros atletas de outras modalidades vão fazer a mesma coisa. O cara tá indo trabalhar, e tá nesse grude todo, ele só não pode ir sem a prancha de resto…“, argumentou outra pessoa.

Medina, inclusive, revelou estar se sentindo injustiçado pela situação e garantiu que não gostaria de nenhum tratamento diferente.

Realmente pedi que a Yasmin fosse comigo, assim como os outros atletas do surfe estão levando uma pessoa com eles. A gente tem o direito de escolher para ir [para Tóquio]. Todos estão levando pessoas que não são treinadores, que não são coachs, assim como a Yasmin também não é treinadora, não é coach. Mas eu comecei o ano viajando com ela, ela faz parte do meu staff”, desabafou.

O famoso seguiu: “É com ela que viajo, que me ajuda e que tem me acompanhado. Tem sido assim a minha vida. A única coisa que quero é continuar a fazer o que estou fazendo, viajando com o meu time, quem está me ajudando de verdade. E o COB não deixou”.

Segundo Gabriel Medina, o regulamento só está sendo utilizado com ele, e não com os outros atletas:

“Tentei várias vezes entrar em contato, tenho os meus representantes conversando, tentando entender a situação, porque colocaram pra mim essa regra, porque não está aplicando com outros atletas e estou falando aqui porque não quero um tratamento especial, não quero levar pessoa a mais, eu sou quero levar uma pessoa, que é a pessoa que tem viajado comigo e tem me ajudado de verdade. E não estão podendo me ajudar com isso. Por isso que estou me sentindo prejudicado”.

Não queria estar indo para o Japão nem falando sobre isso, nem estar aqui perdendo tempo com isso. Infelizmente, o COB não pôde me ajudar, liguei para o presidente, liguei para as pessoas lá e ninguém conseguiu me ajudar com isso”, confessou.

O atleta completou: “Assim vai continuar sendo, esse vai ser o meu staff para o resto do ano, como comecei e tem dado tudo certo. Infelizmente, para as Olimpíadas, parece que não vou conseguir, mas é isso. Só vim desabafar com vocês para vocês entenderem melhor a situação”.

Yasmin saiu em defesa do marido em outro desabafo. “Em nenhum momento ele pediu tratamento diferenciado, muito pelo contrário. Ele não está querendo ser tratado diferente dos outros, ele está querendo ser tratado como os outros estão sendo tratados, que as regras se apliquem a todos“, disparou.

MAIS LIDAS

Guinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.
Veja mais ›