6 vezes em que Sikêra Jr causou polêmica na televisão

Sikêra Jr
Sikêra Jr, apresentador do Alerta Nacional; famoso já é conhecido por suas polêmicas (Imagem: Reprodução / RedeTV!)

Sikêra Jr voltou aos noticiários por causa de uma nova polêmica. Desta vez, o apresentador da RedeTV! está envolvido em uma treta com Xuxa Meneghel e promete ir longe na confusão, que já inclui outros famosos.

A discussão teve início quando ele, ao falar sobre uma notícia em que uma mulher teria flagrado seu marido fazendo sexo com uma égua, propôs uma “simulação” com seus colegas de programa. Um deles, inclusive, apareceu utilizando uma máscara de burro.

Após a repercussão da loira em rede social, o líder do Alerta Nacional disparou contra Xuxa, a chamou de “pedófila” e até a acusou de fazer apologia às drogas.

No entanto, não é de hoje que o jornalista se envolve em grandes polêmicas, algumas, inclusive, o rendeu processos e denúncias. Por isso, vamos lembrar seis situações em que o famoso deu o que falar. Confira:

Ofensa contra trans

Há alguns meses, o comunicador foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização a modelo transexual Viviany Beleboni, que ficou famosa em 2015 por representar Jesus Cristo crucificado em uma encenação durante a Parada do Orgulho LGBT (Lésbica, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Em atração da RedeTV!, ele usou a imagem da modelo ao tratar de um crime cometido por um casal de mulheres lésbicas.

Após a condenação, o apresentador ainda rogou praga contra Viviany Beleboni: “E você que fez isso, o seu chega, pode ter certeza, e não vai partir de mim e de nenhum ser humano. você vai receber o seu na hora certa. E você vai perguntar: ‘Por quê? Eu só prego o amor!’. Aguarde!”.

Comentário desagradável

À frente do Alerta Nacional, o jornalista cometeu uma gafe ao dar um apelido constrangedor para Alessandra Scatena durante um link ao vivo, recentemente. Ela, que estava apresentando o Festival de Prêmios, foi chamada de “viúva da sorte” por Sikêra. Ele fez referência o fato de que a ex-assistente de palco de Gugu Liberato perdeu o marido, Rogério Gherbali, dois meses antes, vítima do novo coronavírus.

Após a repercussão negativa, o famoso voltou atrás e pediu desculpas: “Me permitam todos. Alessandra Scatena, eu preciso pedir perdão ao vivo para você e para o Brasil. Eu fui muito infeliz com uma brincadeira que ninguém achou graça, nem o elenco nem ninguém de casa”.

“É muito fácil eu pedir perdão às escondidas. A gente machuca a pessoa em rede nacional e, depois, vai lá. O que eu fiz foi péssimo! Brincadeira de péssimo gosto! Terrível! Quero pedir perdão a você, ao seu filho, que estava no estúdio no momento. Desculpas, mil desculpas. Isso não vai mais acontecer. Tenho maior carinho por você desde a época do Gugu. A minha intenção foi te ferir, te machucar em hipótese nenhuma. Peço perdão em nome de todo elenco”, completou.

Crítica às mulheres

Em 2018, no programa Cidade em Ação, da TV Arapuan, afiliada da RedeTV! na Paraíba, o famoso disse que mulher que não pinta a unha é “sebosa” e chamou uma rapper de “feminista mal amada, obesa e revoltada”. Tal declaração fez com que um grupo de mulheres protestasse contra ele na frente da emissora.

“Ela não pinta as unhas. Mulher que não pinta a unha é sebosa! Papai e mamãe já diziam: ‘Meu filho'”, declarou o comunicador. A produção do programa gritou: “Sebosa! Sebosa!”. Sikera continuou: “E a igreja se manifesta!”. A equipe soltou: “Sebosa! Sebosa!”. “Minha mãe já dizia: ‘Juninho, escolha sua namorada, sua mulher, sua noiva, pelo pé. Mulher que não pinta a unha do pé é sebosa’. Repita comigo, igreja: mulher que não pinta a unha é…”, completou o famoso.

Praga a maconheiros

Uma das situações que mais marcaram a carreira do atual contratado da RedeTV! aconteceu no final de 2016, quando ele rogou uma praga em seu programa policial. “Você, que fuma maconha, que usa crack, você vai morrer daqui para o Natal. Não vai ver Papai Noel, não vai ver a rena, não vai ver o pinheiro, não vai ver o shopping iluminado”, afirmou ele, com o dedo apontado o dedo para a câmera e sem poupar suas expressões faciais.

Fala envolvendo Ludmilla

Comentários contra usuários de drogas sempre estão presentes nos discursos de Sikêra. Em julho deste ano, ao falar de uma ação da PF que apreendeu 50 mil pés de maconha, o jornalista ironizou e afirmou que ocorreu no “quintal da Ludmilla”, uma referência à música Verdinha, lançada pela funkeira no ano passado. “Atenção, descobrimos agora que o helicóptero pousou no quintal da Ludmilla. Eita, descobriram pelo GPS. É o quintal da Ludmilla”, brincou ele.

Caixão no palco

No ano de 2017, o famoso sofreu um infarto e foi afastado do programa que apresentava na época, o Plantão Alagoas, da TV Ponta Verde, afiliada do SBT. Ao voltar para o policialesco, ele decidiu sair de um caixão ao som da marcha fúnebre. “Achou que eu tinha morrido, não foi? Estamos de volta. E aí, maconheiro, tá feliz? Sorriu, vibrou? Achou que ia brincar o Carnaval sem mim? Estamos de volta!”, disparou ele, ao vivo.

CONTINUE LENDO →

Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e responsável pela coluna “Do Fundo do Baú”, publicada às quintas-feiras no RD1, com conteúdos marcantes da história da TV brasileira. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser através do email luizfabio@rd1audiencia.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com