A Hora da Venenosa
Reinaldo Gottino, Fabíola Reipert e Renato Lombardi, no quadro “A Hora da Venenosa” (Imagem: Divulgação / Record)

Funcionou, a princípio, a substituição do (extinto) “Vídeo Show” pela “Sessão da Tarde”, no confronto da Globo com o quadro “A Hora da Venenosa”, do “Balanço Geral”, na Record. Mas as fofocas de Fabíola Reipert – amparada por Reinaldo Gottino e Renato Lombardi – retomaram a liderança de audiência, vencendo todos os confrontos com os longas-metragens na última semana, de 11 a 15 de fevereiro.

Na sexta-feira (15), “A Hora da Venenosa” emplacou 11,1 pontos, com 12 de pico e 24% de participação no número de televisores ligados (share); das 14h08 às 15h, a “Sessão da Tarde”, com “Loucas por Amor, Viciadas em Dinheiro” (2008), anotou 10,0 pontos. Em seu horário completo, 12h às 15h, o “Balanço Geral” cravou 9,5 pontos, com 12 de pico e 21% de share, na vice-liderança.

Amparada pelo “BG”, a reprise de “Bela, a Feia” (2009) chegou à sexta-feira com 7,1 pontos de média para os cinco capítulos exibidos de 11 a 15 de fevereiro – o melhor desempenho desde os 7,5 registrados entre 19 e 23 de novembro de 2018, segunda semana da reapresentação.

Já “Essas Mulheres” (2005), exibida logo após “Bela”, rendeu 5,6 pontos entre 11 e 15 de fevereiro. O folhetim de Rosane Lima e Marcílio Moraes – autor que queixou-se, recentemente, do “desprezo” da Record pelo seu trabalho – não via índices tão bons desde os 5,7 de 29 de outubro a 2 de novembro do ano passado.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS - Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Esta opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!