Acusada de plágio, Anitta desabafa e é defendida por DJ Marlboro

Anitta
Anitta foi acusada por internautas de ter plagiado música de DJ Marlboro (Imagem: Reprodução – Instagram / Divulgação / Montagem – RD1) 

Anitta lançou mais uma música de trabalho e deu o que falar, mas de uma forma que ela não esperava. Quiero Rumba trouxe uma parceria da funkeira carioca com Dímelo Flow e Chimbala, e rendeu acusações à artista.

A canção conta com um trechos muito parecidos com o sucesso Rap das Armas, composta em 1995 pela dupla MC Júnior e Leonardo, mas que só fez sucesso entre 2008 e 2009 através da versão proibida de Cidinho e Doca.

Os internautas, então, passaram a afirmar que Anitta teria plagiado o single, o que ela tratou de negar. Ao ver toda a repercussão na internet, a funkeira disparou:

“Galera, estou aqui no aeroporto sem fazer nada e fui ler os comentários do lançamento da minha música nova com meus amigos ‘Quiero Rumba’ e tem muita gente me acusando de plágio. Gente, não é um plágio! É realmente uma releitura, uma versão de Rap das Armas”.

Pedi autorização obviamente antes de lançar para o DJ Marlboro que é a editora dele. Então está tudo autorizado, as porcentagens estão divididas certinho. É uma releitura com autorização. Rap das Armas também conhecido como Morro do Dendê ou música de Tropa de Elite. Então é uma versão que tem autorização, vamos parar de reclamar aí e escutar que está muito boa“, completou.

Marlboro, inclusive, saiu em defesa de Anitta e também emitiu um comunicado esclarecendo toda situação. “Obrigado talentosa, poderosa, empreendedora e internacionalmente reconhecida @anitta pela moral e o sempre reconhecimento e preservação de suas origens. Como eu sempre digo ‘Nenhuma árvore cresce, floresce e dá bons frutos, sem a preservação de suas raízes’“, iniciou.

“Antes que alguém comece a insuflar a discórdia com desinformação, a Anitta pediu sim as autorizações devidas e deu nessa nova música os créditos devidos aos autores originais, Júnior e Leonardo da música Rap das Armas, que também é trilha do Filme Tropa de Elite“, seguiu.

Enquanto outros nas terras tupiniquins que nasceram ontem, e não chegam aos pés da Anitta, acham que podem se apropriar e usar as músicas alheias sem as devidas autorizações e créditos aos autores originais, e mentem dizendo que pediram a retirada para se negar a dar a esses o reconhecimento, tentam enganar as pessoas dizendo que é uma homenagem, repito, homenagens não pagam as contas dos homenageados. Ninguém nunca verá como ‘homenagem’ a apropriação dos direitos alheios”, finalizou.

Veja:

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

MAIS LIDAS

Guinho Santos
Guinho Santos é formado em Jornalismo e escreve sobre o universo das celebridades há dez anos. Reality show, bastidores da TV e novelas também são seus pontos fortes. Além disso, possui experiência como Social Media e apresentador. Seu canal na web é através do Instagram @guinhosantos__.
Veja mais ›