Adriana Esteves rasga elogios a Renata Sorrah e faz revelação

Adriana Esteves
Adriana Esteves elogia Renata Sorrah (Imagem: Reprodução / Globo)

Adriana Esteves participou do Conversa com Bial, da Globo, ao lado de Renata Sorrah, e aproveitou a oportunidade para rasgar elogios à veterana. As duas falaram sobre elas terem vivido algumas das vilãs mais icônicas da TV.

Inicialmente, a dupla relembrou o momento em que se conheceram na TV e o primeiro trabalho que fizeram juntas, em Pedra Sobre Pedra, em 1992.

“Um dia, o diretor Paulo Ubiratan disse que iria entrar uma menina na próxima novela, e falou ‘ela é tão parecida com você, tem o seu jeito, se chama Adriana Esteves'”. E eu falei, ‘que ótimo’. Adriana interpretou minha filha e temos uma amizade pra toda vida”, falou Renata Sorrah.

Veja Também

Adriana comentou: “Eu babo por ela, ela me emociona muito. Eu já sabia que ela era aquela grande atriz, aquela mulher, e eu me achava parecida com ela. Ela fazia Vale Tudo e eu não sonhava que ia ser atriz, mas imitava a [personagem] Heleninha Roitman no meu círculo de amigos. Eu achava que era igual a você, era encantada por Renata”.

As duas também reviram cenas de suas vilãs mais carismáticas e lembraram que dividiram a atuação da inesquecível Nazaré Tedesco, em Senhora do Destino, de 2004.

“Você fazendo a Nazaré jovem, a gente dividiu isso lindamente, é muito bom. A gente fez duas vilãs icônicas”, comentou a veterana. “E quando eu fiz a Carminha, em ‘Avenida Brasil’, todo mundo falava que ela era a filha da Nazaré”, recordou Adriana Esteves, aos risos.

Adriana Esteves e Renata Sorrah estão juntas em filme

As atrizes também estão juntas no filme Medida Provisória, que estreia nesta quinta-feira (14). O longa dirigido por Lázaro Ramos é uma distopia em que, num governo autoritário, todos os cidadãos negros precisam voltar para a África.

“Esse é um filme importante, tô muito orgulhosa, não só por ser delicado, poético, forte… e o Lázaro toca em questões duríssimas com muito afeto. Você acaba vendo em coisas muito violentas, amor”, refletiu Adriana.

Intérprete da Dona Izildinha, uma preconceituosa e homofóbica, Renata falou sobre a personagem: “Não consigo entender mulheres homofóbicas, racistas… ela é péssima, um personagem horrível, mas tive o maior prazer em contribuir no filme do Lázaro”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

MAIS LIDAS

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›