Adrilles Jorge volta à Jovem Pan após “demissão fake” por suposta saudação nazista

Adrilles Jorge
Adrilles Jorge deve retornar à Jovem Pan News na próxima semana (Imagem: Reprodução / Jovem Pan)

Adrilles Jorge causou grande polêmica no mês passado por causa de um suposto gesto nazista que fez ao vivo na Jovem Pan News. Na época, o canal anunciou a saída do ex-BBB, porém a sua “demissão” durou pouco. Ele retornará aos trabalhos no veículo na próxima semana.

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do Splash, Adrilles nunca chegou a ser demitido e seguiu recebendo pagamento. Ele ainda destacou que o famoso até continuou a frequentar as dependências da Jovem Pan.

A publicação destacou que o ex-BBB ganhou apenas uma folga remunerada até o assunto esfriar, tal qual aconteceu em 2020 com Rodrigo Constantino, após uma fala enviesada sobre estupro.

Veja Também

Com a novidade, então, Adrilles Jorge voltará na segunda-feira (28), ao Morning Show e com participações em outras atrações da casa.

Em contato com o colunista, ele debochou: “Tô igual Sócrates, só sei que nada sei. Ou, como digo a mim mesmo, a gente caminha -a despeito dos empurrões e rasteiras alheias”. O RD1 procurou a Jovem Pan News, que ainda não retornou.

A polêmica com Adrilles Jorge

O famoso participava de uma atração da Jovem Pan que discutia justamente a demissão de Bruno Aiub, o Monark, do Flow Podcast, depois de defender o direito de nazistas formarem um partido.

O ex-BBB negou que o gesto tenha relação com o nazismo e disse que estava apenas dando “tchau” no encerramento do programa.

“A insanidade dos canceladores ultrapassou o limite da loucura. Depois de um discurso meu veemente contra qualquer defesa de nazismo, um tchau é interpretado como um saudação nazista”, disparou o comentarista da Jovem Pan.

Adrilles, então, encerrou em seu perfil no Twitter: “Nazista é a sanha canceladora que não enxerga o próprio senso assassino do ridículo”.

No programa, por sua vez, ele disparou: “O nazismo matou 6 milhões de judeus, o comunismo matou mais de 100 milhões de pessoas e hoje é visto aqui no Brasil como uma coisa livre, absolutamente liberada, com partidos normalizados”.

O que você achou? Siga @rd1oficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Luiz Fábio Almeida
Luiz Fábio Almeida é jornalista, produtor multimídia e um apaixonado pelo que acontece na televisão. É redator e colunista do RD1. Está nas redes sociais no @luizfabio_ca e também pode ser encontrado através do email luizfabio@rd1.com.br
Veja mais ›